MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
quarta-feira, 1 de dezembro de 2021    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu Nacional Soares dos Reis
N.º de Inventário:
216 Pin CMFC/ MNSR
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Pintura
Título:
Casas de Aldeia
Datação:
1906 d.C. - 1942 d.C.
Suporte:
Papel colado sobre cartão
Técnica:
Aguarela
Dimensões (cm):
altura: 32; largura: 22;
Descrição:
Paisagem com rio, dois arcos de uma ponte e trecho de casario em que se destaca uma torre sineira à direita. Composição dominada pela faixa de água e pelo trecho de ponte, representados com cores saturadas por oposição com o céu muito claro, quase sem côr. O trecho de casario branco é iluminado intensamente. A simplificação dos volumes e, sobretudo o tratamento dado às sombras (sob o beiral, sob os arcos da ponte e projectada sobre a água) e aos reflexos da luz (na água) conferem à luz e ao motivo uma inesperada equidade. As características arquitectónicas do torreão fazem pensar que se trata de uma paisagem em Espanha, poderá tratar-se de Covarrubias - província de Burgos.
Incorporação:
Doação - Doação da irmã e herdeira de Fernando de Castro (1889-1946) ao Estado, passando a depender administrativamente do M.N.S.R. desde a sua fundação em 1952.
Origem / Historial:
A Casa-Museu Fernando de Castro foi a residência de Fernando de Castro (1888-1946), negociante, poeta, caricaturista e coleccionador. Durante a sua vida reuniu um número significativo de peças e decorou a sua casa, com o objectivo de nela criar um museu. Tendo falecido sem ter concretizado essa intenção, sua irmã e única herdeira, Maria da Luz de Araújo e Castro, veio satisfazer este desejo através da doação feita por ela ao Estado do imóvel e recheio da actual Casa-Museu Fernando de Castro. Pelo decreto-lei n.º 385/60, publicado no Diário de Governo, n.º 261 - 1ª série, de 15 de Dezembro de 1951, passou a Casa-Museu Fernando de Castro a ficar anexa ao Museu Nacional de Soares dos Reis que tomou conta da sua administração em 22 de Abril de 1952.
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica