MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
segunda-feira, 15 de abril de 2024    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Palácio Nacional da Ajuda
N.º de Inventário:
3009
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Têxteis
Denominação:
Tapeçaria Porus ferido/ Série História de Alexandre
Título:
Porus ferido
Autor:
Jeaucour, Michel
Local de Execução:
França
Oficina / Fabricante:
Real Manufactura de Aubusson. Oficina de Michel Jeaucour
Datação:
XVIII d.C. - Meados do século XVIII. Cerca de 1760
Matéria:
Lã e seda
Técnica:
Tapeçaria de liço
Dimensões (cm):
altura: 358; largura: 202;
Descrição:
A tapeçaria representa uma cena de batalha, mais concretamente do momento que se seguiu ao confronto. Ilustra dois guerreiros macedónios, um dos quais montado a cavalo e ameaçando dois prisioneiros com um sabre. Esta batalha, onde se confrontaram os exércitos de Alexandre Grande e do rei Porus - senhor de um dos reinos do Punjab que recusou submeter-se aos macedónios - teve lugar em 326 a.C., nas margens do rio Hidaspes. Esta foi uma das últimas etapas das conquistas de Alexandre que, depois de dominar grande parte do Império Persa, avançou para Este, à conquista da Índia. A referência iconográfica desta composição é a tela de Charles Le Brun (1619-1690) , "Alexandre e Porus" ou "Porus ferido", mais concretamente a ala esquerda da referida tela. Cercadura e orlas: Evocando o tema apresentado no campo da tapeçaria, a cercadura, de fundo castanho, está decorada com motivos bélicos: armaduras, escudos, aljavas, setas, sabres, estandartes, entre outros. Nesta tapeçaria foram conservadas as orlas laterais azuis, cor regulamentar da Manufactura de Aubusson.
Incorporação:
Transferência - Casa Real
Origem / Historial:
Segundo o Arrolamento do Paço da Ajuda, esta tapeçaria e a peça da mesma série (inventário 3924) estiveram no Palácio das Necessidades. APNA, Arrolamento Judicial..., vol. 2, nºs 41-42, fls. 546v-547v.: "Estes (...) pannos (...) são os que devem constar do registo do palacio das Necessidades, tendo vindo depois de consertados...[para o Palácio da Ajuda]."
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica