MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
segunda-feira, 29 de maio de 2017    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu do Chiado – Museu Nacional de Arte Contemporânea
N.º de Inventário:
918
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Escultura
Denominação:
Adão e Eva
Datação:
1929 d.C. - 1939 d.C.
Matéria:
Terracota policromada
Técnica:
Escultura em terracota policromada
Dimensões (cm):
altura: h: 167; m: 159; largura: h: 57; m: 54; profundidade: h: 46; m: 43;
Descrição:
A versão original de 1929, exposta no Salon d' Automne de Paris, foi realizada para integrar o projecto decorativo de uma fonte do arquitecto Paul Andrieu, tendo sido adquirida nesse mesmo ano pelo Estado francês. Neste grupo constituído por duas estátuas, Adão e Eva estão frente a frente, momentos antes do pecado original narrado pela Bíblia, ela oferecendo-lhe o fruto proibido e ele elevando as mãos ao peito, num sinal devotivo, corpos de uma nudez primitiva, estilizada e sensual, ambos voltando a cabeça para uma luz superior. Imagem mítica de uma idade da inocência, proposto num simbolismo e estilização Art Déco evidentes (cf. texto de Pedro Lapa no catálogo do Museu do Chiado, p. 268). A invulgar pele vermelha das figuras, que um crítico francês em 29 identificou com os índios da América do Sul, assim como a estilização e fisionomia do grupo, revelam justamente a procura moderna de um exotismo primitivo ou de uma nostalgia ancestral, oferecendo-se como "espectáculo silencioso e sacralizado" (cf. HENRIQUES, Paulo, coord. - Canto da Maya. Lisboa, 1990, p.132). Do melhor que se fez em escultura em Portugal na 1ª metade do século, nas franjas do modernismo.
Incorporação:
Compra - Adquirido pelo Estado ao artista
Origem / Historial:
* Forma de Protecção: classificação; Nível de Classificação: interesse nacional; Motivo: Necessidade de acautelamento de especiais medidas sobre o património cultural móvel de particular relevância para a Nação, designadamente os bens ou conjuntos de bens sobre os quais devam recair severas restrições de circulação no território nacional e internacional, nos termos da lei n.º 107/2001, de 8 de Setembro e da respectiva legislação de desenvolvimento, devido ao facto da sua exemplaridade única, raridade, valor testemunhal de cultura ou civilização, relevância patrimonial e qualidade artística no contexto de uma época e estado de conservação que torne imprescindível a sua permanência em condições ambientais e de segurança específicas e adequadas; Legislação aplicável: Lei nº 107/2001, de 8 de Setembro; Acto Legislativo: Decreto; N.º 19/2006; 18/07/2006 * Adquirido pelo Estado ao artista em 1939 e exposto pela primeira vez em Portugal em 1943, na exposição individual do escultor no Estúdio do SPN.

Tipo

Descrição

Imagem

imagem

Imagem

IFN: 000746 TC

imagem

imagem

Imagem

Número de inventário: 746_4 Autor: José Pessoa Localização: DDF-IPM

imagem

imagem

Imagem

Número de inventário: 746_3 Autor: José Pessoa Localização: DDF-IPM

imagem

imagem

Imagem

Número de inventário: 746_2 Autor: José Pessoa Localização: DDF-IPM

imagem

imagem

Imagem

Número de inventário: 746_1 Autor: José Pessoa Localização: DDF-IPM

imagem

imagem

Imagem

Número de inventário: 746 Autor: José Pessoa Localização: DDF-IPM

imagem
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica