MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
terça-feira, 25 de abril de 2017    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu Nacional de Arqueologia
N.º de Inventário:
0747/669
Supercategoria:
Arqueologia
Categoria:
Utensílios líticos e sub-produtos de talhe
Denominação:
Raspador
Autor:
Desconhecido
Grupo Cultural:
Acheulo-Mustierense.
Datação:
Paleolítico Médio
Matéria:
Sílex
Suporte:
Lasca
Técnica:
Lascamento
Dimensões (cm):
largura: 3,2; espessura: 2,0; comprimento: 5,5;
Descrição:
Raspador de gume denticulado, de contorno subcircular e retoque abrupto.
Incorporação:
Doação - Doação
Proveniência:
Casal do Monte.
Origem / Historial:
Este sítio foi descoberto por Joaquim Fontes nos finais do séc. XIX (tendo sido alvo de algumas intervenções arqueológicos durante o séc. XX). G. Zbyszewski considerou-a como uma estação paleolítica-tipo da região de Lisboa. Foi convidado pelo então director do MNA Dr. Manuel Heleno, para proceder à classificação destes materiais. Esta classificação foi feita por séries tendo em conta as alterações físicas (pátinas) obtendo assim uma sequência cronológica. O sítio do Casal do Monte situa-se-se num pequeno vale na área onde se localiza o marco geodésico do Monte, tem uma altitude média de 124 m. Foram aqui encontrados materiais abbevilenses e acheulenses e indústrias sobre lasca. (ZBYSZEWSKI, 1942)
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica