MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
segunda-feira, 23 de maio de 2022    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu Nacional de Arqueologia
N.º de Inventário:
Au 190
Supercategoria:
Arqueologia
Categoria:
Ourivesaria
Denominação:
Colar
Autor:
Desconhecido
Datação:
Idade do Bronze Final
Matéria:
Ouro
Técnica:
Laminado por martelagem e soldado
Dimensões (cm):
largura: 5; espessura: 1; diâmetro: 13,6;
Descrição:
Colar rígido compósito de perfil troncocónico dividido verticalmente em dois segmentos separáveis e que se unem por encaixe. Compõem-no três tubos cilíndricos intercalados por duas lâminas dispostos paralela e longitudinalmente. Está munido de um fecho de encaixe cujo sistema construtivo se dissimula na própria estrutura da peça. O segmento menor dispõe de espigões soldados no interior dos tubos. A decoração é constituída por motivos geométricos incisos nos tubos e por filigrana nas lâminas. Idêntica nos três tubos, compõe-se de um grande registo central separado de dois laterais por uma estreita banda de dez linhas paralelas dispostas verticalmente. O registo central é constituído por triângulos contrapostos limitados por bandas oblíquas preenchidas por fino reticulado e os laterais por dois triângulos contrapostos, um em cada extremidade, preenchidos por reticulado. As lâminas são orladas por arame de secção rectangular limitando uma banda contínua de linhas ondulantes verticais formadas por arame soldado. A parte interna do colar é lisa. (Segundo ficha do Catálogo de Ourivesaria do MNA).
Incorporação:
Compra - Dr. Manuel Heleno
Proveniência:
Herdade do Álamo.
Origem / Historial:
*Forma de Protecção: classificação; Nível de Classificação: interesse nacional; Motivo: Necessidade de acautelamento de especiais medidas sobre o património cultural móvel de particular relevância para a Nação, designadamente os bens ou conjuntos de bens sobre os quais devam recair severas restrições de circulação no território nacional e internacional, nos termos da lei nº 107/2001, de 8 de Setembro e da respectiva legislação de desenvolvimento, devido ao facto da sua exemplaridade única, raridade, valor testemunhal de cultura ou civilização, relevância patrimonial e qualidade artística no contexto de uma época e estado de conservação que torne imprescindível a sua permanência em condições ambientais e de segurança específicas e adequadas; Legislação aplicável: Lei nº 107/2001, de 8 de Setembro; Acto Legislativo: Decreto; nº 19/2006; 18/07/2006* Trata-se de um "tesouro" contituído por três colares e dois braceletes (Au 188 a Au 192), encontrados casualmente no decurso de trabalhos agrícolas. Em 1930 foi adquirido para o Museu Nacional de Arqueologia pelo então director Prof. Manuel Heleno.

Tipo

Descrição

Imagem

imagem

Imagem

Número de inventário: 8437_1 Autor: José Pessoa Localização: DDF

imagem

imagem

Imagem

Número de inventário: 8437 Autor: José Pessoa Localização: DDF

imagem

imagem

Imagem

Número de inventário: 7476 Autor: José Pessoa Localização: DDF

imagem
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica