MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contacts  separator  Help  separator  Links  separator  Site Map
 
Monday, May 23, 2022    INTRODUCTION    ORIENTED RESEARCH    ADVANCED RESEARCH    ONLINE EXHIBITIONS    INVENTORY GUIDELINES 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
OBJECT DETAILS
Museum:
Palácio Nacional da Pena
Inventory number:
PNP267
Supercategory:
Arte
Category:
Vidros
Name:
Vidrecome
Author:
Autor não identificado
Production Place:
Boémia (?)
Manufacture Center:
Francónia, Alemanha (atr.)
Date / Period:
1614 A.D
Material:
Vidro e metal (estanho)
Technique:
Vidro soprado, pintura a esmalte, tampa em metal.
Measurments (cm):
height: 16,1; width: 10,9; depth: 11,1;
Description:
Vidrecome com base e tampa em metal. A decoração com esmaltes consiste na representação de um pelicano a alimentar três crias, ao centro, e em motivos vegetalistas que partem de um ponto junto à união inferior da asa. Sobre a figura central, encontra-se a data “1614”.
Incorporation:
Transferência - Palácio das Necessidades, 1956. Cf. "Relação de peças existentes na Casa-Forte das Necessidades, destinadas ao Palácio Nacional da Pena", datada de novembro de 1956, com o nº 814: "Uma caneca de vidro com decoração policroma, representando um pelicano e a data de 1614, a base e a tampa são de estanho" [Arquivo do PNP - Movimentação de objetos].
Origin / History:
O rei D. Fernando II reuniu uma importante coleção de vidros num compartimento da zona conventual do Palácio das Necessidades, conhecida por “Sala dos Vidros”. O inventário orfanológico realizado após a morte do monarca (1885), localiza esta peça nessa sala com o n.º 839: "Um copo de vidro allemão esmaltado de differentes côres com a data de 1641, mas epocha duvidosa, com tampa de metal marcado com o numero settecentos e setenta e seis. Avaliado na quantia de 8$000" (ANTT, Inventário orfanológico de D. Fernando II - Bens mobiliários adquiridos depois de 8 de junho de 1869). Na sequência da implantação da república (1910), foi inventariada numa segunda "Sala dos Vidros" organizada por D. Carlos com o espólio reunido pelo avô, com o n.º 814: "Uma caneca de vidro, com decoração polychroma, representando um pelicano e a data 1640. A base e a tampa são de estanho". Classificada pela comissão de arrolamento como "de valor artístico" (APNA, Arrolamento do Palácio das Necessidades, vol. I). Deu então entrada na casa-forte desse palácio e, em 1956, seria transferida para o da Pena.
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Terms & Conditions  separator  Credits