MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
sábado, 19 de setembro de 2020    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Palácio Nacional de Sintra
N.º de Inventário:
PNS5730
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Têxteis
Denominação:
Colcha
Autor:
Desconhecido
Local de Execução:
Índia
Centro de Fabrico:
Bengala
Datação:
XVI d.C. - XVII d.C.
Matéria:
Base de linho. Bordado a fio de seda. Tecido de algodão no forro.
Suporte:
Linho. Algodão no forro.
Técnica:
Bordado executado a ponto de cadeia.
Dimensões (cm):
altura: 335; largura: 275;
Descrição:
Colcha Indo-Portuguesa em linho, bordada a ponto de cadeia com fio de seda em tom amarelo-dourado. Forma rectangular, com medalhão central da mesma forma, onde estão representados a História de Faetonte, o pelicano e a águia bicéfala e em redor do qual se desenvolvem quatro faixas concêntricas. Na primeira faixa estão representados alguns dos Trabalhos de Hércules; na segunda faixa, o mito de Arion; a terceira faixa está decorada com motivos de enrolamentos e vários temas da Antiguidade Clássica - Cupido, a Metamorfose de Acteon, Hero e Leandro - um tema do Antigo Testamento - o Julgamento de Salomão - e ainda figuras híbridas da mitologia indiana, como um ser com corpo de homem e cabeça de veado e mascarões designados por "Rosto da Glória", entre outros; na quarta e última faixa estão representadas cenas de montaria (caçadas), envolvendo ocidentais vestindo à moda de finais do século XVI, interrompidas pela representação de quatro lagos, dois maiores e dois mais pequenos, e nos cantos a águia bicéfala coroada. A maioria das cenas possui quadrícula autónoma separada por tarjas muito estreitas, estando as cenas do medalhão central, da primeira e segunda faixa, profusamente legendadas. Todo o fundo é densamente preenchido por elementos vegetalistas, aves e animais marinhos. A peça é rematada por uma franja de seda amarela.
Incorporação:
Transferência - Proveniente da Casa Forte das Necessidades
Origem / Historial:
Proveniente do Palácio das Necessidades, esta colcha poderá ter pertencido ao Rei D. Fernando de Saxe Coburgo. Com efeito, Sousa Viterbo, na publicação "Exposição de Arte Ornamental - Notas ao Catálogo", Lisboa, Imprensa Nacional, 1883, p.15, compara uma das colchas expostas nesta exposição, de tipologia semelhante, com uma colcha pertença de "Sua Majestade o Senhor D. Fernando" acrescentando, no entanto, que a do rei tinha legendas mais extensas, escritas claramente em português, como é o caso da presente colcha. No "Cadastro dos Bens do Domínio Público", de 1939, da Direcção Geral da Fazenda Pública – Repartição do Património, fólio 28, a peça vem referenciada com as seguintes informações manuscritas: “Número de ordem” - "810"; "Descrição" - “Uma colcha de linho, fundo cinzento, bordada a torçal amarelo, representando figuras, séc. XVII”;"Valor" - "2.000$00"; "Observações" - "Da Casa Forte das Necessidades em Dezembro de 1939. Desp. D.G.F.P. 16-12-1939". Peça proposta para classificação como Bem de Interesse Público, no âmbito da lei nº 107/2001 de 8 de Setembro
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica