MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Palácio Nacional de Sintra
N.º de Inventário:
PNS5730
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Têxteis
Denominação:
Colcha
Autor:
Desconhecido
Local de Execução:
Índia
Centro de Fabrico:
Bengala
Datação:
XVI d.C. - XVII d.C.
Matéria:
Base de linho. Bordado a fio de seda. Tecido de algodão no forro.
Suporte:
Linho. Algodão no forro.
Técnica:
Bordado executado a ponto de cadeia.
Dimensões (cm):
altura: 335; largura: 275;
Descrição:
Colcha Indo-Portuguesa em linho, bordada a ponto de cadeia com fio de seda em tom amarelo-dourado. Forma rectangular, com medalhão central da mesma forma, onde estão representados a História de Faetonte, o pelicano e a águia bicéfala e em redor do qual se desenvolvem quatro faixas concêntricas. Na primeira faixa estão representados alguns dos Trabalhos de Hércules; na segunda faixa, o mito de Arion; a terceira faixa está decorada com motivos de enrolamentos e vários temas da Antiguidade Clássica - Cupido, a Metamorfose de Acteon, Hero e Leandro - um tema do Antigo Testamento - o Julgamento de Salomão - e ainda figuras híbridas da mitologia indiana, como um ser com corpo de homem e cabeça de veado e mascarões designados por "Rosto da Glória", entre outros; na quarta e última faixa estão representadas cenas de montaria (caçadas), envolvendo ocidentais vestindo à moda de finais do século XVI, interrompidas pela representação de quatro lagos, dois maiores e dois mais pequenos, e nos cantos a águia bicéfala coroada. A maioria das cenas possui quadrícula autónoma separada por tarjas muito estreitas, estando as cenas do medalhão central, da primeira e segunda faixa, profusamente legendadas. Todo o fundo é densamente preenchido por elementos vegetalistas, aves e animais marinhos. A peça é rematada por uma franja de seda amarela.
Incorporação:
Transferência - Proveniente da Casa Forte das Necessidades
Origem / Historial:
Proveniente do Palácio das Necessidades, esta colcha poderá ter pertencido ao Rei D. Fernando de Saxe Coburgo. Com efeito, Sousa Viterbo, na publicação "Exposição de Arte Ornamental - Notas ao Catálogo", Lisboa, Imprensa Nacional, 1883, p.15, compara uma das colchas expostas nesta exposição, de tipologia semelhante, com uma colcha pertença de "Sua Majestade o Senhor D. Fernando" acrescentando, no entanto, que a do rei tinha legendas mais extensas, escritas claramente em português, como é o caso da presente colcha. No "Cadastro dos Bens do Domínio Público", de 1939, da Direcção Geral da Fazenda Pública – Repartição do Património, fólio 28, a peça vem referenciada com as seguintes informações manuscritas: “Número de ordem” - "810"; "Descrição" - “Uma colcha de linho, fundo cinzento, bordada a torçal amarelo, representando figuras, séc. XVII”;"Valor" - "2.000$00"; "Observações" - "Da Casa Forte das Necessidades em Dezembro de 1939. Desp. D.G.F.P. 16-12-1939". Peça proposta para classificação como Bem de Interesse Público, no âmbito da lei nº 107/2001 de 8 de Setembro
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica