MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
sexta-feira, 17 de janeiro de 2020    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Palácio Nacional de Queluz
N.º de Inventário:
PNQ 253A
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Pintura
Denominação:
Retrato do Infante D. Pedro Carlos
Datação:
XVIII d.C.
Matéria:
Óleo
Suporte:
Tela
Técnica:
Óleo sobre tela
Dimensões (cm):
altura: 82,5; largura: 58;
Descrição:
Retrato a corpo inteiro, provavelmente do Infante D. Pedro Carlos (1786-1812), enquanto criança, segurando um canário amarelo na mão esquerda e uma baqueta na mão esquerda. Ostenta ao peito a Ordem do Tosão de Ouro (Cavaleiro), cuja banda enverga a tiracolo e a Ordem dos Cavaleiros de São Januário. Apresenta um fato de criança de peça única, de seda azul com decote debruado com dois folhos de renda. Sob o fato, camisa de seda branca e punhos de renda. A seda azul é bordada com linha branca nos punhos e abaixo dos joelhos, e decorada com motivos florais descrevendo elos. A zona abaixo dos joelhos apresenta ainda laços de seda branca. Dos laços da perna esquerda pendem franjas da mesma cor. Botas de criança, brancas e à cintura, grabde faixa de seda cor-de-rosa. À direita do infante, no chão, grande tambor de veludo preto com cordas douradas, decorado com três estandartes (um branco, ao centro e dois verdes) contendo leão vermelho em pé e duas torres de castelo rematada por barra dourada: são as bandeiras militares de Espanha e a Cruz de Santo André nodada, adoptada pelos Bourbons de Espanha. Chão de mármore rosa e branco descrevendo triângulos.
Incorporação:
Transferência - Transferida do Palácio Nacional da Ajuda, por despacho ministerial de 15-02-1939. Nº de incorporação 604/1941. Valor da avaliação à época: 200$00
Origem / Historial:
Nº 12966 do Palácio Nacional da Ajuda O retratado poderá ser o Infante de Espanha D. Pedro Carlos (1786-1812), neto da rainha D. Maria I e filho da D. Gabriel de Bourbon e Saxe, e de D. Mariana Vitória de Bragança (irmã de D. João VI). Orfão de pai e mãe, vem para Portugal com dois anos, seguindo com a sua família real para o Brasil em 1807. Aí casa em 1810 com a Infanta D. Maria Teresa, filha mais velha de D. João VI, morrendo dois anos depois e deixando um filho, o Infante D. Sebastião.
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica