MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
terça-feira, 21 de setembro de 2021    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Palácio Nacional da Ajuda
N.º de Inventário:
4084
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Pintura
Denominação:
A leitura da sina
Autor:
Valentin, Jean ou Jean de Boulogne, chamado Moise Valentin (1591-1632)
Datação:
XVII d.C.
Matéria:
Óleo
Suporte:
Tela
Dimensões (cm):
altura: 97; largura: 131;
Descrição:
No primeiro plano, à direita, uma mulher, de tez escura, envergando uma túnica castanha e um lenço branco franjado e debruado a ouro, que lhe cobre a cabeça e os ombros, lê a sina a um jovem, à esquerda, que para isso lhe estende a mão e enverga uma túnica vermelha, um capote castanho e um chapéu emplumado. Por detrás dele, no segundo plano, vê-se uma personagem idosa, com um lenço branco ao pescoço, colocando o indicador esquerdo sobre os lábios, numa atitude de cumplicidade com a leitora da sina, ao mesmo tempo que, com a mão direita, tenta furtar a bolsa do jovem.
Incorporação:
Transferência - Pertencia à colecção de pintura do Rei D. Luís.
Origem / Historial:
Segundo o próprio D. Luís, em anotação manuscrita junto à fotografia do quadro, colada nas últimas páginas do seu Álbum de Caricaturas, a obra foi adquirida em Lisboa e atribuída a Girodet. Integrou o acervo da Galeria de Pintura de D. Luís, figurando nos catálogos de 1869 e 1872, respectivamente com os números 2 e 10 (Segunda Sala - Quadros Antigos). Conforme a lista de partilha de bens de 1899 (por morte de D. Luís), a pintura recebeu o n.º 201 e figurava, então, na Sala da Música. Quando da elaboração do Arrolamento Judicial, iniciada em 1911, permanecia na mesma Sala e foi inventariada com o n.º I 41. Após 1968, foi colocada na Sala do Corpo Diplomático e, depois, na Salinha Verde do Andar Nobre, na Antiga Sala do Bilhar e no Corredor Administrativo. Em 2003, transitou para a Sala do Retrato da Rainha, onde se mantém.
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica