MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
sábado, 26 de setembro de 2020    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Palácio Nacional da Ajuda
N.º de Inventário:
567
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Pintura
Denominação:
À Volta da Pastagem
Autor:
Anunciação, Tomás José da (1818-1879)
Datação:
1867 d.C.
Matéria:
Óleo
Suporte:
Tela
Dimensões (cm):
altura: 113; largura: 190;
Descrição:
No primeiro plano, um vitelo branco, malhado de castanho no pescoço e na cabeça, está parado, a olhar fixamente para trás, deixando-se atrasar em relação ao resto da manada que, no plano imediatamente a seguir, é conduzida por um campino a cavalo. À esquerda da composição, vê-se uma mancha de arvoredo que, até ao último plano, delimita por esse lado a campina por onde segue o gado. Ao fundo, à direita, um segundo campino toca outra manada, indo passar ao lado de um arvoredo que se vai perdendo na linha do horizonte.
Incorporação:
Transferência - Pertenceu à colecção de pintura do Rei D. Luís
Origem / Historial:
Esta pintura de Tomás de Anunciação integrava o conjunto de obras que constituíam o acervo da Galeria de Pintura do Rei D. Luís, no Palácio da Ajuda. Todavia, desconhcemos o seu modo de incorporação - se foi oferecida pelo autor, ou se comprada por D. Luís. Após a implantação da República, procedeu-se ao arrolamento judicial das existências no Palácio (1911), através do qual ficámos a saber que, à data, a peça ainda se encontrava na Galeria. A sua deslocação para as salas do Palácio deve ter ocorrido nos anos 30 do século XX, já na direcção de Cayola Zagallo. Esteve na Antecâmara do Quarto de D. Luís, no Piso Térreo, e posteriormente no Quarto do Rei, no Andar Nobre. Actualmente, como consequência das acções de reconstituição histórica das salas, recolheu às reservas. Figurava com o n.º 6 no catálogo da Galeria de Pintura de 1869; Tinha o n.º 22 do catálogo da Galeria de Pintura de 1872; Recebeu o n.º 69 da lista de partilha de bens por morte de D. Luís (1889), tendo sido avaliado em seiscentos mil réis. Foi herdado por D. Carlos. Tomás de Anunciação foi discípulo de António Manuel da Fonseca, Benjamin Conte e Norberto José Ribeiro, emparceirando com aqueles artistas que protagonizaram a transição do Romantismo para o Realismo. Em 1871, pintou "O vitelo", considerado por Pamplona como a sua obra-prima e que se assemelha flagrantemente ao vitelo do quadro da Ajuda.
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica