MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
terça-feira, 25 de fevereiro de 2020    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu da Música
N.º de Inventário:
MNM 0053
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Instrumentos musicais
Denominação:
Nyckelharpa
Autor:
Desconhecido
Local de Execução:
Suécia
Centro de Fabrico:
Suécia
Datação:
XIX d.C.
Matéria:
Madeiras:Spruce e Sorveira
Dimensões (cm):
largura: 21-16,5-22;
Descrição:
A nyckelharpa é uma espécie de violino com teclas que apresenta também algumas semelhanças com a sanfona. É um dos instrumentos folk mais antigos da Europa, existindo na Suécia desde a Idade Média. A nyckelharpa tem, ao longo dos tempos, sofrido modificações que a têm adaptado aos mais recentes ideais musicais. Até ao século XIX, era um instrumento de bordão. Hoje é cromática, soando um pouco como o violino. O instrumento do Museu possui 2 bordões de tripa + 6 cordas reais + 6 cordas simpáticas metálicas. Possui um cravelhal, braço e bojo construidos de uma só peça, sendo o bojo escavado. No centro do fundo vê-se o sinal da alma. Tampo harmónico bombeado. Cravelhal com catorze cravelhas: duas grandes para dois bordões de tripa, seguidas de seis médias para seis cordas reais, que ficam entre os bordões, mais seis pequenas, no braço, para as seis cordas simpáticas. Prendem-se ao longo estandarte de encaixe a cavilha. Do lado esquerdo do braço dispõem-se vinte e três teclas, das quais quatro são duplas, todas com tangentes, que percutem as cordas. Estas, por sua vez, são também friccionadas por arco. De cada lado do estandarte, duas aberturas sonoras elípticas; no começo do teclado e centro do tampo harmónico, outra pequena abertura em forma de coração. Quer nas aberturas sonoras, quer nas pequenas cravelhas das cordas simpáticas, vêem-se rebuchos de vários arranjos.
Incorporação:
Compra - Proveniente da Coleção Keil, cat. 26, inventário 110.
Origem / Historial:
Proveniente da coleção de instrumentos musicais reunida por Alfredo Keil (1850-1907) que, em 1916, seria adquirida por António Augusto Carvalho Monteiro (1850-1920) e, mais tarde, em 1931, incorporada no acervo do Museu Instrumental do Conservatório (antepassado do Museu Nacional da Música). Col. Keil - N.º 110 - Cat. 26.
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica