MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
domingo, 14 de agosto de 2022    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu da Guarda
N.º de Inventário:
1091
Supercategoria:
Arqueologia
Categoria:
Escultura
Denominação:
Torso de estátua couraçada
Autor:
Desconhecido
Local de Execução:
Àrea do Império Romano.
Datação:
II d.C. - Trajana.
Matéria:
Mármore.
Dimensões (cm):
altura: 1250; largura: 60;
Descrição:
Torso de estátua que enverga uma couraça. Do ombro direito pende a correia de uma espada, ou gládio, cujo punho é ainda visivel. O paludamentum é apertado por uma fibula. Na couraça vê-se, apenas, a representação de um dos vários centauros com que era decorada. Os pterígios conservam uma cabeça de lince visivel na fila superior do lado direito.
Incorporação:
Outro - Encontrada sob o pavimenro da Capela de Nossa Senhora do Mileu.
Proveniência:
Póvoa do Mileu. Encontrada sob o pavimento da Capela de Nossa Senhora do Mileu.
Origem / Historial:
A peça foi encontrada, enterrada a pouca profundidade quando se procedia à reconstrucção do pavimento da Capela de Nossa Senhora do Mileu - Guarda, aquando das obras de reconstrucção da mesma capela levadas a cabo pela Direcção Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais. Tendo sido de seguida transportada para o Museu Regional da Guarda. A data de entrada da peça no Museu foi considerada como anterior ao ano de 1969. Mas segundo o Boletim da Direcção Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais nº 78 de Dezembro de 1954 a mesma encontrava-se já, nessa data, no Museu Regional da Guarda. Reunião Ordinária da Camâra Municipal da Guarda de 15 de Dezembro de 1954: Autorizações de Pagamento: Nº. 2207 - de transporte de imagem da Póvoa do Mileu para o Museu Regional - 50$00. Torso de estátua .Faltam a cabeça trabalhada como peça amovivel, e as extremidades (o braço direito era trabalhado à parte, no sentido de não ter sido trabalhado do mesmo bloco de pedra do resto da estátua). A superficíe encontra-se estragada (por acção mecânica) e erodida, até que ficou quase irreconhecivel. A partir do ombro direito desce, para a esquerda, um cinto (?) de suporte de espada (ou gládio). Sobre o ombro esquerdo apoia um paladamentum, abotoado por uma fibula. Como se depreende da superficíe de fractura, uma representação de centauros portadores de tropaia decorava a couraça. Da decoração das pteryges, em fila dupla, apenas se conservou uma cabeça de lince, numa pteryx da fila superior, no lado direito.
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica