MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
sexta-feira, 9 de dezembro de 2022    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu Nacional Soares dos Reis
N.º de Inventário:
588 Pin MNSR
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Pintura
Título:
Cabeça de rapariga
Datação:
1891 d.C.
Suporte:
Tela
Técnica:
Óleo
Dimensões (cm):
altura: 41,5; largura: 32,8;
Descrição:
Representação de mulher jovem, em busto, vista de frente, com a cabeça levemente voltada para o lado direito e para baixo e com o olhar na direção do observador. Tem cabelo escuro penteado com risca ao meio e preso atrás da cabeça. Veste um casaco de tecido grosso e, sobre este, enrolado à volta do pescoço, um lenço volumoso. A predominância dos castanhos no tratamento da figura contrasta com o branco rosado do fundo neutro. O estado de finalização do rosto contrasta com o tratamento do vestuário que se esboça em pinceladas pouco espessas que deixam adivinhar a tinta clara de base.
Incorporação:
Dação em pagamento - Dação em pagamento feita pela Mitra do Porto à Direcção-Geral da Fazenda Pública para ser incorporado no fundo do Museu Nacional de Soares dos Reis
Origem / Historial:
Pertenceu à colecção de Manuel Maria Lúcio (V. N. Gaia 1865-1943), que foi pintor amador, discípulo de Artur Loureiro. Pelo Decreto-Lei 33.271 de 24 de Novembro de 1943 foi acordado entre o Estado e a Mitra do Porto que as peças com valor artístico deixadas por Manuel Maria Lúcio a esta última ficariam a pertencer à Direcção-Geral da Fazenda Pública. Em 21 de Dezembro de 1943 foi feito um Auto de Escolha, estando presentes o Director do Museu Nacional de Soares dos Reis, Dr. Vasco Valente, o representante da Mitra, cónego Gaspar Joaquim de Freitas e um representante da Direcção-Geral da Fazenda Pública, ficando o Museu como depositário dos bens. Em 23 de Março de 1944 foi feito o depósito destas peças pela Direcção-Geral da Fazenda Pública no Museu Nacional de Soares dos Reis, através de um Auto de Entrega da Direcção de Finanças do Distrito do Porto, que especificava que, posteriormente e mediante escolha, seriam integradas no fundo do Museu.
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica