MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
terça-feira, 7 de dezembro de 2021    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu Nacional Soares dos Reis
N.º de Inventário:
1450 Pin MNSR
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Pintura
Denominação:
Retrato de Carolina Rosa Ribeiro de Faria, Baronesa do Seixo
Datação:
1845 d.C. - 1851 d.C.
Suporte:
Tela
Técnica:
Óleo sobre tela
Dimensões (cm):
altura: 102,7; largura: 79;
Descrição:
Retrato de mulher jovem representada sentado, até à altura dos joelhos, voltado a três quartos para o lado esquerdo e o rosto e o olhar voltados no sentido oposto. Está sentada numa cadeira de braços forrada de tecido azul. Veste vestido preto de decote amplo e manga curta, um pouco acima do cotovelo, rematada com renda transparente. O remate do vestido no decote é feito por tira estreita branca. Tem como adorno um broche sobre o peito, ao centro. Apoia os dois braços no colo, em grande contraste da pele clara sobre o vestido preto, tendo várias jóias de adorno, uma pulseira em cada braço e um anel no dedo indicador da mão esquerda. Entre as mãos segura um leque fechado. Representação enquadrada em interior doméstico com reposteiro amplo como fundo, preenchendo todo o lado direito e, do lado esquerdo, uma coluna de ângulo. Este retrato faz par com o Retrato do Barão do Seixo (Col. MNSR, Inv. 1449 Pin MNSR).
Incorporação:
Compra - Compra a Beatriz de Sottomayor P. de Castelo Branco, através do Fundo João chagas.
Origem / Historial:
Este retrato e o pendant (Retrato do Barão do Seixo), foram apresentados na exposição do Palácio de Cristal de 1867: pertenciam então ao Barão do Seixo, residente no Porto. Segundo Júlio Brandão, em 1929 pertenciam à baronesa do Seixo. Foi adquirido pelo Museu Nacional de Soares dos Reis em 1987, através do Fundo João Chagas, a Beatriz de Sottomayor P. de Castelo Branco, descendente dos retratados. Faziam parte do recheio da casa da rua de Cedofeita, 433. Até à data da entrada no Museu estiveram na posse de descendentes. O Fundo João Chagas resultou de uma doação ao Estado feita em 1941 por Maria Teresa Chagas, em memória de seu marido, o republicano João Pinheiro Chagas. Consistiu no rendimento líquido de um prédio no Estoril que passaria a estar disponível para a aquisição de obras de arte e melhoramentos em benefício do Museu Nacional de Soares dos Reis.

Título

Local

Data Início

Encerramento

N.º Catálogo

Exposição de Arqueologia e de Objectos Raros e Naturais, Artísticos e Industriais

Portugal: Porto, Plalácio de Cristal

1867

As Belas-Artes do Romantismo em Portugal

Porto, MNSR

1999-10-29

2000-01-30

Aquisições, Mecenato, Doações, 1986-1990. Enriquecimento das colecções nacionais

Galeria de Pintura do Rei D. Luis

1990-06

 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica