MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
quarta-feira, 20 de setembro de 2017    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu Nacional Soares dos Reis
N.º de Inventário:
878 Pin MNSR
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Pintura
Título:
Auto-retrato de Aurélia de Souza
Autor:
Souza, Maria Aurélia Martins de
Datação:
1900 d.C.
Suporte:
Tela
Técnica:
Óleo
Dimensões (cm):
altura: 45,6; largura: 36,4;
Descrição:
Sobre um fundo negro de tonalidade uniforme está representado um busto de mulher visto de frente. O rosto oval iluminado salienta-se, por contraste com o fundo onde quase não se distinguem os cabelos castanhos que emolduram a cabeça. Veste casaco vermelho trespassado sobre o peito, com uma ampla gola de recorte redondo. Sob o casaco de tecido grosso, veste uma blusa azul com aplicações de renda branca de que só é visível a parte que envolve o pescoço. A rigorosa simetria da composição e a absoluta frontalidade da figura definem, em traços gerais, o carácter único deste retrato estruturado a partir de uma linha vertical central sugerida pelo meio do cabelo e da face, reforçada pelo alfinete e remate da gola da blusa, elementos coincidentes com o vértice do triângulo desenhado pelo casaco vermelho. Pela intensidade da cor e extensão da mancha e pelo contraste com o tom marfim do rosto, o casaco vermelho assume na composição um protagonismo formal essencial.
Incorporação:
Outro - A primeira notícia segura da existência deste retrato no MNSR é a referência que acompanha o registo no catálogo da exposição de homenagem póstuma, em 1936, onde a obra é referida (n.º 235) como propriedade do Museu Nacional de Soares dos Reis.
Origem / Historial:
*Forma de Protecção: classificação; Nível de Classificação: interesse nacional; Motivo: Necessidade de acautelamento de especiais medidas sobre o património cultural móvel de particular relevância para a Nação, designadamente os bens ou conjuntos de bens sobre os quais devam recair severas restrições de circulação no território nacional e internacional, nos termos da lei n.º 107/2001, de 8 de Setembro e da respectiva legislação de desenvolvimento, devido ao facto da sua exemplaridade única, raridade, valor testemunhal de cultura ou civilização, relevância patrimonial e qualidade artística no contexto de uma época e estado de conservação que torne imprescindível a sua permanência em condições ambientais e de segurança específicas e adequadas; Legislação aplicável: Lei n.º 107/2001, de 8 de Setembro; Acto Legislativo: Decreto; N.º 19/2006; 18/07/2006* A proveniência desta pintura continua desconhecida e perde-se nos anos em que é feita a partilha dos espólios com a Escola de Belas Artes (1932) e os primeiros anos da direcção do Dr. Vasco Valente. Em 1932 é feita a partilha do acervo existente pelas duas instituições, o Museu Soares dos Reis (antigo Museu Portuense) e Escola de Belas Artes (antiga Academia): dessa divisão foi registada uma “Relação dos objectos existentes no Museu Soares dos Reis pertencentes ao Estado”, datada de 1 de Novembro de 1932 e firmada por João Marques da Silva e por Vasco Valente, respectivamente, director da Escola de Belas Artes e do Museu Soares dos Reis. Na relação mencionada não é facilmente identificável qualquer um dos retrato registados com este de Aurélia de Sousa. Por outro lado, a primeira referência a este retrato como pertença do Museu surge na exposição de homenagem póstuma à pintora, em 1936, em cujo catálogo (n.º 235) é mencionado como pertença do Museu Nacional de Soares Reis.
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica