MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
terça-feira, 23 de abril de 2024    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu Nacional Soares dos Reis
N.º de Inventário:
585 Cer CMP/ MNSR
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Cerâmica
Denominação:
Garrafa
Autor:
Desconhecido
Local de Execução:
Portugal
Centro de Fabrico:
Portugal
Datação:
1641 d.C.
Matéria:
Faiança
Técnica:
Faiança rodada, com esmalte estanífero branco e decoração pintada a azul
Dimensões (cm):
altura: 24,1 ; diâmetro: 14 ;
Descrição:
Garrafa rodada, de bojo cilíndrico, colo alto e estreito e bordo alargado para o exterior. Faiança com esmalte branco e decoração pintada a azul. Bojo decorado de um lado com uma cartela contendo as armas reais portuguesas e a data 1641. Espirais nos cantos. Do outro lado, um javali e um leão afrontados, em paisagem exótica. Colo decorado com acantos. Losangos no gargalo.
Incorporação:
Depósito da Câmara Municipal do Porto no Museu Nacional de Soares dos Reis
Origem / Historial:
Em Janeiro de 1909 a Câmara Municipal do Porto adquiriu as colecções de António Moreira Cabral. A aquisição foi precedida de um exame e avaliação realizados por uma comissão composta por João Marques d'Oliveira, A. A. Rocha Peixoto e Joaquim de Vasconcelos, que elaborou um documento, "Relatório, e Parecer", seguido de inventário e avaliação das colecções, que integravam diversas secções: cerâmica, mobiliário, vidros e cristais, ourivesaria e objectos vários. Da colecção de cerâmica foi feito um catálogo em 1909, por Joaquim de Vasconcelos, intitulado "Catálogo da Cerâmica Portuguesa (Antiga colecção A. M. Cabral)", cuja numeração foi a considerada nos "Números de inventário anteriores". As peças foram incluídas no inventário geral do Museu Municipal do Porto de 1938/39, cujo acervo foi depositado no Museu Nacional de Soares dos Reis em 1940/41, conforme o disposto no Decreto-Lei 27/879 de 21 de Julho de 1937.
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica