MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
sábado, 18 de novembro de 2017    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu Nacional de Arte Antiga
N.º de Inventário:
106 Our
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Ourivesaria
Denominação:
Relicário
Autor:
Ian Vansteigoltist
Centro de Fabrico:
Portugal
Datação:
1515 d.C. - 1525 d.C.
Matéria:
Ouro e esmaltes policromos, esmeraldas, rubis, pérola, e diamante
Técnica:
Ouro, fundido, relevado, inciso, cinzelado e esmaltado
Dimensões (cm):
altura: 35; largura: 15,5; profundidade: 12;
Descrição:
tendo ao centro um rubiRelicário em ouro em forma de templete renascentista, com base de planta rectangular , assente em quatro colunas de capiteis coríntios com duas aberturas laterais em arcos de volta inteira e encimadas por óculos. As colunas, esmaltadas a verde, sustentam uma cobertura de berço, exteriormente revestida por telhas em escama, em esmalte vermelho translúcido A encimar a peça nas partes laterais dos arcos da cobertura vêm-se quatro volutas com palmetas. Iinteriormente corresponde-lhe uma semi-cupúla em concha formada por cinco gomos verdes e brancos em alternância, salpicados de delicados motivos dourados, a qual assenta numa arquitrave que rodeia toda a parte superior das paredes ,onde se increve a legenda: DOMINE. IEZU. XPE. RESPLENDOR. PATRIS. CONCEDE. NOBIS. FAMVLIS.TVIS MISERICORDIE.TVE. TVE. MORTIS. GRAVISSIME. DVLCISSIME. As paredes são revestidas de pequenos tijolos de ouro, imitando o material de construção e colocados um a um; os frisos e as faixas são decorados com esmalte translúcido verde, azul escuro e branco, deixando ver o ouro em delicados ornatos renascentistas Na parede do fundo, abre-se nicho, cuja forma é perfeitamente legível no reverso, ladeado por duas frestas compridas e rematadas por arco de volta perfeita., com um pequeno altar em esmalte vermelho e ouro com um rubi ao centro, destinado a guardar a ambula com a relíquia do espinho da coroa de Cristo, O altar assenta numa base com motivos geométricos e dois degraus sobrepostos sobre outra placa cinzelada em quadricula com um motivo floral repetido Nesta visão frontal do relicário surgem ainda outros elementos decorativos e simbólicos : pedras preciosas (3 rubis, 2 esmeraldas, 1 diamante com engastes em garra e virola 1 pérola, uma pequenina cruz de ouro contendo fragmento do Santo Lenho, os camaroeiros, emblema de Leonor, na base das colunas, e o seu escudo de armas esmaltado, na arquivolta superior . Alguns destes elementos parecem terem sido posteriormente acrescentados, dado que a colocação da cruz do Sto Lenho, é um pouco forçada, prejudicando a leitura da legenda na arquitrave , mas é possivel que essa essa aplicação tenha sido feita, ainda durante a vida da rainha, uma vez que a cruz e as pedras são mencionadas na descrição do relicario que deixou no seu testamento ao mosteiro da Madre de Deus O reverso corresponde perfeitamente à harmonia frontal da peça. Os mesmos minúsculos rectângulos de ouro, que imitam a silharia de pedra, revestem as formas de arquitectura, e no tímpano em semi-circulo, entre a cobertura e a arquitrave, representa-se um calvário , em trabalho de baixo relevo esmaltado em ronde bosse, com o sol e a lua e um fundo de arvores e a cruz, apenas com e os pregos ensanguentados, tendo aos pés a tradicional caveira de Adão. Na faixa decorada com grotescos em esmalte negro, que corre na base do Relicário aparece um medalhão com um busto feminino tipicamente renascentista e uma filactera com as iniciais CASAND Ftendo a base composta por friso tendo ao centro uma esmeralda em cabochão com um engaste de gola. A base é ladeada por dois plintos também decorados com grotescos esmaltados. Sobre estes plintos erguem-se duas pilastras encimadas por capiteis compósitos e cujos fustes são esmaltados, tendo na base duas cartelas com o camaroeiro (empresa de D. Leonor). Remata o templete, um arco de volta perfeita sendo a face interna polibobada, correspondendo ao corte vertical da concha que cobre o templete. Esta é decorada com esmaltes verdes e brancos alternados sendo o branco marcado por grotescos em ouro,com um rubi ao centro. A parte interna do templete é completamente revestida por pequenos tijolos de ouro. No interior surge um nicho ladeado por duas pilastras e coberto por um arco de volta perfeita repetindo em menor dimensão a construção que o abriga. No interior do nicho vê-se um altar cuja parte frontal é decorada com grotescos, tendo ao centro um rubi . . Sobre o frontal vê-se uma ambola de cristal com um espinho da coroa de Cristo no seu interior. A fachada deste nicho é rematada por um diamante e encimada por uma pequena cruz-relicário tendo no interior um Santo Lenho. As paredes laterais apresentam óculos vazados. Entre o templete e a cobertura corre um inscrição em caracteres romanos que diz: TVE + TVE + MORTIS + GRAVISSIME + DVLCISIME + DOMINE + JESV + XPE + RESPLENDOR + PATRis. No fecho do arco estão as armas esmaltadas de D. Leonor e sobre estas uma urna encimada por uma pérola. A parte posterior da peça é também constituída por um friso na base, decorado com grotescos esmaltados ladeada por duas pilastras igualmente esmaltadas, ladeando a parede de tijolos de ouro tendo ao centro uma abside coberta de meia cúpula decorada com quadrícula. A ladear a abside estão duas frestas vazadas. A encimar o friso onde continua a correr a legenda iniciada na parte da frente, vê-se um arco de volta perfeita decoradao com friso esmaltado e o tímpano apresenta a figuração do Calvário tendo ao centro um cruz, com caveira e ossos na base, o sol e a lua sobre os braços da cruz e o fundo com seis árvores.
Incorporação:
Transferência - Convento da Madre de Deus, Lisboa
Origem / Historial:
Deixado em testamento ao Convento da Madre de Deus, pela rainha D. Leonor de Lencastre.
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica