MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
domingo, 24 de outubro de 2021    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu da Guarda
N.º de Inventário:
1079
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Mobiliário
Denominação:
Cadeira de braços
Autor:
Desconhecido
Local de Execução:
Portugal
Datação:
Século XIX - inicío do século XX
Matéria:
Madeira de nogueira; couro.
Técnica:
Cadeira ensamblada, entalhada e torneada.
Dimensões (cm):
altura: 115; largura: 61; profundidade: 51,5;
Descrição:
Cadeira de braços, espaldar alto com montantes de linhas direitas, de secção rectangular, afastando-se, muito ligeiramente, no sentido da altura. Cantos arredondados, apresentando cachaço com larga concavidade central e recorte inferior (ladeando a tabela central) em arco de círculo. Tabela central recta, lisa, inserindo-se, inferiormente, num pequeno ressalto da travessa horizontal colocada por cima do aro do assento. Braços lisos, ligeiramente ondulados, de extremidades enroladas, projectando-se para além dos seus apoios. Estes, recuados, descrevem, igualmente, ligeiro encurvamento, adossando lateralmente ao aro do assento. Este apresenta forma trapezoidal, revestida de couro lavrado, fixado por pregaria miúda de leitão. Aro recto e liso. Pernas dianteiras curvas em aresta viva, de saída brusca, e joelhos largos e recortados lateralmente, terminando em pés de cachimbo muito simplificados. Pernas lisas, de secção rectangular, de sentido convergente em direcção ao pé. Trempe em forma de H descentrado, com travessas delgadas e torneadas, de secção circular, entre troços fusiformes e pequenos estrangulamentos com pequenos anéis. O couro do assento é decorado por moldura de filete liso, definindo um fundo picado, onde se insere, ao centro, medalhão oval, de fundo liso, e duas tiras transversais encurvadas. Inferior e superiormente dispõem-se, de um e outro lado do medalhão central, volutas com folhagem, as colocadas frontalmente unidas por pequeno segmento recto.
Incorporação:
Legado - de Adelaide Sofia Outeiro Patrício Gil.
Origem / Historial:
A 30 de Dezembro de 1953, por morte de Adelaide Sofia Outeiro Patrício Gil, foi legado ao Museu da Guarda. Esta cadeira pertenceu ao poeta Augusto Gil e fazia parte do mobiliário que decorava o seu escritório. Estudo realizado pelo Dr. José António Proença da Casa Museu Dr. Anastácio Gonçalves em 4 de Agosto de 2003. Por desconhecimento e através dos documentos existentes na época da realização do inventário do Museu da Guarda a peça foi considerada como sendo incorporada no período compreendido entre 1940 - 1969, como sendo doação da família de Augusto Gil. Em 2006 foram encontrados novos dados pela Drª. Joana Pereira Técnica Cientifica, tendo sido corrigida a data, o modo de incorporação e a doação.
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica