MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
segunda-feira, 16 de setembro de 2019    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu Nacional de Arte Antiga
N.º de Inventário:
738 Pint
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Pintura
Denominação:
Salomé com a cabeça de São João Baptista
Título:
Salomé com a cabeça de São João Baptista
Autor:
Lucas Cranach, o Velho
Datação:
1510 d.C. - 1515 d.C.
Matéria:
Óleo
Suporte:
Madeira de carvalho
Técnica:
Pintura a óleo sobre madeira de carvalho
Dimensões (cm):
altura: 61; largura: 49,5;
Descrição:
Salomé surge representada a meio corpo, vestindo um traje de veludo preto e manto de brocado debroado com pele de marta que lhe cobre a cabeça. Sob o vestido usa corpete ornado de aljofares, tendo uma fita a cingir-lhe a cintura. As mangas, de setim branco, partem dos ombros em folhos largos que apertam a meio do braço com faixas bordadas. Segura com as mãos uma salva com a cabeça de São João Baptista. José Alberto Seabra Carvalho escreve no Guia do MNAA (2009): " Esta é a sua (de Cranach) mais antiga representação do tema e também a mais impressiva, caracterizando-se por uma enorme secura e potência narrativas, quase nada nos distraindo, no fundo negro da pintura, do nosso confronto visual com ela. Tratada num registo de elegância e luxo discreto como se fosse um retrato cortesão, marcando, mais que com a cruel exibição da cabeça do degolado, a perversidade do momento dramático aqui isolado, esta Salomé constitui, como já tem sido entendido, uma das raras vezes em que Cranach terá conseguido transmitir a noção de que o Mal pode andar associado à maior Beleza". No canto superior direito, sobre o fundo negro, está pintado um dragão alado, emblema usado pelo pintor entre 1508 e 1537.
Incorporação:
Doação - Oferta do Conde de Carvalhido.
Origem / Historial:
O restauro efectuado a esta pintura pôs a descoberto alguns pormenores da pintura original, nomeadamente a posição da mão esquerda. A este propósito, veja-se o artigo de João Couto e Manuel Valadares no Boletim da Academia Nacional de Belas Artes, Fasc. IV, 1938. Segundo a opinião de Jean Wirth, a "Salomé" do Museu Nacional de Arte Antiga faria parte de um conjunto que contaria com a "Lucrécia" da colecção Kristers. De facto, as medidas do painel "Lucrécia" (60x47) corroboram a hipótese levantada pelo historiador, assim como a cronologia de 1510-1513 proposta por Friedlander. * Forma de Protecção: classificação; Nível de classificação: interesse nacional; Motivo: Necessidade de acautelamento de especiais medidas sobre o património cultural móvel de particular relevância para a Nação, designadamente os bens ou conjuntos de bens sobre os quais devam recair severas restrições de circulação no território nacional e internacional, nos termos da lei n.º 107/2001, de 8 Setembro e da respectiva legislação de desenvolvimento, devido ao facto da sua exemplaridade única, raridade, valor testemunhal de cultura ou civilização, relevância patrimonial e qualidade artística no contexto de uma época e estado de conservação que torne imprescindível a sua permanência em condições ambientais e de segurança específicas e adequadas; Legislação aplicável: Lei n.º 107/2001, de 8 de Setembro; Acto Legislativo: Decreto; N.º 19/2006; 18/07/2006 *
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica