MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
domingo, 20 de janeiro de 2019    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu Nacional de Arte Antiga
N.º de Inventário:
433 Pint
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Pintura
Denominação:
Ecce Homo
Título:
Ecce Homo
Autor:
Desconhecido
Oficina / Fabricante:
Oficina lisboeta de Nuno Gonçalves (?)
Datação:
1570 d.C.
Matéria:
Óleo (?)
Suporte:
Madeira de carvalho
Técnica:
Pintura a óleo (?)
Dimensões (cm):
altura: 89; largura: 65;
Descrição:
Recortando-se sobre um fundo escuro, Cristo aureolado surge martirizado com uma corda ao pescoço que, descendo ao longo do peito nú, Lhe ata os pulsos. O véu branco que cobre a cabeça, os olhos, os ombros e os braços, contribui para acentuar o dramatismo do quadro, o que é ainda realçado pela coroa de espinhos que trespassa o sudário.
Incorporação:
Outro - Transferência: (Conventos Extintos).
Origem / Historial:
Segundo José de Figueiredo, estamos perante a cópia de uma pintura de meados do século XV, opinião que não teve imediatos seguidores apesar de, no catálogo da exposição realizada em Paris em 1931, se subscrever o juízo do historiador português. Esta pintura foi, de facto, e durante algum tempo, atribuída ao próprio Nuno Gonçalves dado os supostos paralelismos estilísticos com outras obras atribuídas ao pintor, nomeadamente os Painéis de São Vicente de Fora. Porém, alguma da historiografia mais recente tem-na encarado como uma cópia, talvez já quinhentista, de uma imagem antiga. Existem cópias ou versões muito próximas nas reservas do MNAA (sobre tela), no Museu de Setúbal/Convento de Jesus e no Museu rainha D. Leonor em Beja, estas sobre madeira. A leitura dendrocronológica do suporte, efectuada já em 2001, indica na verdade uma cronologia mais tardia do que a geralmente admitida, colocando a peça no terceiro quartel do século XVI. * Forma de Protecção: classificação; Nível de classificação: interesse nacional; Motivo: Necessidade de acautelamento de especiais medidas sobre o património cultural móvel de particular relevância para a Nação, designadamente os bens ou conjuntos de bens sobre os quais devam recair severas restrições de circulação no território nacional e internacional, nos termos da lei n.º 107/2001, de 8 Setembro e da respectiva legislação de desenvolvimento, devido ao facto da sua exemplaridade única, raridade, valor testemunhal de cultura ou civilização, relevância patrimonial e qualidade artística no contexto de uma época e estado de conservação que torne imprescindível a sua permanência em condições ambientais e de segurança específicas e adequadas; Legislação aplicável: Lei n.º 107/2001, de 8 de Setembro; Acto Legislativo: Decreto; N.º 19/2006; 18/07/2006 *
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica