MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
sexta-feira, 22 de setembro de 2017    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu Nacional de Arte Antiga
N.º de Inventário:
1827 Our
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Ourivesaria
Denominação:
Centro de mesa
Autores:
Thomas Germain
Francois Thomas Germain
Local de Execução:
França
Centro de Fabrico:
Paris
Datação:
1729 d.C. - 1731 d.C.
Matéria:
Prata
Técnica:
Prata fundida, cinzelada, repuxada, relevada e incisa
Dimensões (cm):
altura: Centro 72,8 cm; largura: Prato 80,8 cm; Centro 56,8 cm; comprimento: Prato 1091 cm; Centro 80,7 cm;
Descrição:
Centro de mesa de composto por uma base oval com cercadura de lóbulos e de folhas de acanto ao estilo rocaille, assente sobre seis pés, quatro dos quais são constituidos por tartarugas surgindo das volutas de onde brotam folhagens que acompanham o bordo inferior da peça. A base com decoração aberta em estrias e canais relevados, é inteiramente recoberta de uma natureza morta em prata, composta por uma grande variedade de espécies vegetais e de caça, que dois galgos em vulto parecem guardar; duas cartelas para escudos, vazias, emolduradas por trompas de caça e sobrepujadas por coroas ducais, rematam os extremos do eixo menor. Ao centro, sobre um pedestal eleva-se uma urna cuja decoração de estrias e godrões é enriquecida por dois baixos-relvos representando "Meleagro vencedor do javali Calydon" e " Atlanta e Meleagro na caça". Na tampa três cupidos servem de remate à peça. O primeiro sustenta um feixe de setas, o segundo uma coroa e o terceiro uma estrela. Troncos de videira com cachos uva erguem-se, de cada lado da urna, servindo de suporte a seis braços de luz. Sobre a base, uma coroa heráldica de duque em vulto apresenta no centro interior dois medalhões ovais (armas dos Duques de Aveiro) cobertos por prata. Um prato de grandes proporções com o bordo emoldurado em amplas volutas, e o fundo simulando o movimento das ondas espiraladas, suporta a imponente composição.
Incorporação:
Transferência - Casa Real Portuguesa; Palácio das Necessidades
Origem / Historial:
"... O impressionante surtout, integrado na baixela real portuguesa, o de maiores proporções que chegou até nós, pertenceu ao Duque de Aveiro, a quem foi confiscado para o Real Serviço de Sua Magestade, sendo mencionado no Inventário e Sequestro da Casa de Aveiro em 1759, com o nº 94. ... A peça apresenta, além dos punºoes de Thomas Germain de 1729-1731, a seguinte incrrição no bordo do prato: "FAIT PAR F.T. GERMAISN, SCULT. ORFRE. DU ROY AUX GALLERIES DU LOUVRE À PARIS 1757". François-Thomas assinou pois, uma vez mais, uma obra do seu pai, provavelmente, retida em armazém há vinte e seis anos, que talvez ele tivesse modificado e ampliado , o que explica o carácter pouco homogéneo do conjunto...." Leonor d'Orey in A Baixela da Coroa Portuguesa, Edições Inapa, 1990, pp. 70 - 71. * Forma de Protecção: classificação; Nível de classificação: interesse nacional; Motivo: Necessidade de acautelamento de especiais medidas sobre o património cultural móvel de particular relevância para a Nação, designadamente os bens ou conjuntos de bens sobre os quais devam recair severas restrições de circulação no território nacional e internacional, nos termos da lei n.º 107/2001, de 8 Setembro e da respectiva legislação de desenvolvimento, devido ao facto da sua exemplaridade única, raridade, valor testemunhal de cultura ou civilização, relevância patrimonial e qualidade artística no contexto de uma época e estado de conservação que torne imprescindível a sua permanência em condições ambientais e de segurança específicas e adequadas; Legislação aplicável: Lei n.º 107/2001, de 8 de Setembro; Acto Legislativo: Decreto; N.º 19/2006; 18/07/2006 *
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica