MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
sábado, 18 de novembro de 2017    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu Nacional de Arte Antiga
N.º de Inventário:
1827 Our
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Ourivesaria
Denominação:
Centro de mesa
Autores:
Thomas Germain
Francois Thomas Germain
Local de Execução:
França
Centro de Fabrico:
Paris
Datação:
1729 d.C. - 1731 d.C.
Matéria:
Prata
Técnica:
Prata fundida, cinzelada, repuxada, relevada e incisa
Dimensões (cm):
altura: Centro 72,8 cm; largura: Prato 80,8 cm; Centro 56,8 cm; comprimento: Prato 1091 cm; Centro 80,7 cm;
Descrição:
Centro de mesa de composto por uma base oval com cercadura de lóbulos e de folhas de acanto ao estilo rocaille, assente sobre seis pés, quatro dos quais são constituidos por tartarugas surgindo das volutas de onde brotam folhagens que acompanham o bordo inferior da peça. A base com decoração aberta em estrias e canais relevados, é inteiramente recoberta de uma natureza morta em prata, composta por uma grande variedade de espécies vegetais e de caça, que dois galgos em vulto parecem guardar; duas cartelas para escudos, vazias, emolduradas por trompas de caça e sobrepujadas por coroas ducais, rematam os extremos do eixo menor. Ao centro, sobre um pedestal eleva-se uma urna cuja decoração de estrias e godrões é enriquecida por dois baixos-relvos representando "Meleagro vencedor do javali Calydon" e " Atlanta e Meleagro na caça". Na tampa três cupidos servem de remate à peça. O primeiro sustenta um feixe de setas, o segundo uma coroa e o terceiro uma estrela. Troncos de videira com cachos uva erguem-se, de cada lado da urna, servindo de suporte a seis braços de luz. Sobre a base, uma coroa heráldica de duque em vulto apresenta no centro interior dois medalhões ovais (armas dos Duques de Aveiro) cobertos por prata. Um prato de grandes proporções com o bordo emoldurado em amplas volutas, e o fundo simulando o movimento das ondas espiraladas, suporta a imponente composição.
Incorporação:
Transferência - Casa Real Portuguesa; Palácio das Necessidades
Origem / Historial:
"... O impressionante surtout, integrado na baixela real portuguesa, o de maiores proporções que chegou até nós, pertenceu ao Duque de Aveiro, a quem foi confiscado para o Real Serviço de Sua Magestade, sendo mencionado no Inventário e Sequestro da Casa de Aveiro em 1759, com o nº 94. ... A peça apresenta, além dos punºoes de Thomas Germain de 1729-1731, a seguinte incrrição no bordo do prato: "FAIT PAR F.T. GERMAISN, SCULT. ORFRE. DU ROY AUX GALLERIES DU LOUVRE À PARIS 1757". François-Thomas assinou pois, uma vez mais, uma obra do seu pai, provavelmente, retida em armazém há vinte e seis anos, que talvez ele tivesse modificado e ampliado , o que explica o carácter pouco homogéneo do conjunto...." Leonor d'Orey in A Baixela da Coroa Portuguesa, Edições Inapa, 1990, pp. 70 - 71. * Forma de Protecção: classificação; Nível de classificação: interesse nacional; Motivo: Necessidade de acautelamento de especiais medidas sobre o património cultural móvel de particular relevância para a Nação, designadamente os bens ou conjuntos de bens sobre os quais devam recair severas restrições de circulação no território nacional e internacional, nos termos da lei n.º 107/2001, de 8 Setembro e da respectiva legislação de desenvolvimento, devido ao facto da sua exemplaridade única, raridade, valor testemunhal de cultura ou civilização, relevância patrimonial e qualidade artística no contexto de uma época e estado de conservação que torne imprescindível a sua permanência em condições ambientais e de segurança específicas e adequadas; Legislação aplicável: Lei n.º 107/2001, de 8 de Setembro; Acto Legislativo: Decreto; N.º 19/2006; 18/07/2006 *
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica