MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
quinta-feira, 6 de outubro de 2022    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu do Chiado – Museu Nacional de Arte Contemporânea
N.º de Inventário:
495
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Pintura
Denominação:
A sesta dos ceifeiros (Alentejo)
Datação:
1918 d.C.
Matéria:
Óleo
Suporte:
Tela
Técnica:
Pintura a óleo
Dimensões (cm):
altura: 59; largura: 74;
Descrição:
Pintura de costumes. Numa planície alentejana ensolarada, com uma elevação em primeiro plano, vêem-se dois camponeses deitados na vegetação rasteira, um de costas, com chapéu, outro de quem só se vêem as pernas, encostados a um amontoado de molhos de trigo já amarrados. No fundo, a vasta planície agreste, pontoada por alguns sobreiros e molhos de trigo isolados. Iniciado o conflito com o embaixador português em Paris, João Chagas, em 1911, os quatro bolseiros do Legado Valmor (Dórdio, Franco, Santa Rita e Campas) são suspensos e retornam a Portugal; Dórdio irá fixar-se no Alentejo natal, "numa quase inércia de vencido" (cit. em MENDES, 1958, p. 86) defendendo-se numa espécie de isolamento e pintando os costumes e paisagem singulares da região ("uma paisagem cheia de carácter e rica como nenhuma outra" - cit. em MENDES, 1958, p. 87), documentando as actividades económicas dos camponeses alentejanos como a ceifa ou a apanha da azeitona.
Incorporação:
Compra - Adquirido pelo Estado
Origem / Historial:
Informação sobre intervenções de conservação e restauro: - A obra foi intevencionada em 2001 pela Empresa Junqueira 220. (Ver Doc. associada)
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica