MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contacts  separator  Help  separator  Links  separator  Site Map
 
Tuesday, December 07, 2021    INTRODUCTION    ORIENTED RESEARCH    ADVANCED RESEARCH    ONLINE EXHIBITIONS    INVENTORY GUIDELINES 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
OBJECT DETAILS
Museum:
Museu do Chiado – Museu Nacional de Arte Contemporânea
Inventory number:
1108
Supercategory:
Arte
Category:
Pintura
Name:
Retrato de Antero de Quental
Date / Period:
1889 A.D
Material:
Óleo
Holder:
Tela
Technique:
Pintura a óleo
Measurments (cm):
height: 73; 94,5; width: 53,5; 75;
Description:
Retrato de Antero de Quental (Ponta Delgada, 1842-1891), considerado pela generalidade da historiografia como a obra-prima de Columbano. Quental posa a meio-corpo, de frente, com barba e bigodes longos, vestindo uma capa negra e colarinho branco saído, sob uma luz vertical que lhe sublinha a carnação pálida do rosto e os olhos fitos e encovados, que traduzem o desespero e lucidez dos seus últimos momentos. Não parece haver dúvidas quanto à excelência cultural e sociológica desta imagem finissecular, mas na própria evolução da retratística de Columbano ela marca o início de uma fase sombria marcada pela desmaterialização dos contornos da figura e na indefinição cromática entre figura e fundo; nunca o tenebrismo e esfumado ambíguo de Columbano se adequou tão bem a uma personagem torturada e existencialista como era Antero nos últimos anos de vida.
Incorporation:
Doação - Maria da Conceição Lemos Magalhães
Origin / History:
* Forma de Protecção: classificação; Nível de Classificação: interesse nacional; Motivo: Necessidade de acautelamento de especiais medidas sobre o património cultural móvel de particular relevância para a Nação, designadamente os bens ou conjuntos de bens sobre os quais devam recair severas restrições de circulação no território nacional e internacional, nos termos da lei n.º 107/2001, de 8 de Setembro e da respectiva legislação de desenvolvimento, devido ao facto da sua exemplaridade única, raridade, valor testemunhal de cultura ou civilização, relevância patrimonial e qualidade artística no contexto de uma época e estado de conservação que torne imprescindível a sua permanência em condições ambientais e de segurança específicas e adequadas; Legislação aplicável: Lei nº 107/2001, de 8 de Setembro; Acto Legislativo: Decreto; N.º 19/2006; 18/07/2006 * Oferecido pelo autor ao retratado, que o ofereceu a Oliveira Martins. Este escritor legou-o em testamento a Luís de Magalhães. Doado pela viúva, Maria da Conceição Lemos Magalhães, ao MNAC, em 1945.
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Terms & Conditions  separator  Credits