MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
domingo, 23 de janeiro de 2022    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu do Chiado – Museu Nacional de Arte Contemporânea
N.º de Inventário:
29
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Pintura
Denominação:
Perfume dos campos
Datação:
1899 d.C.
Matéria:
Óleo
Suporte:
Tela
Técnica:
Pintura a óleo
Dimensões (cm):
altura: 199; 236; largura: 160,5; 205;
Descrição:
Pintura de alegoria. Da verdejante encosta de uma montanha com lírios plantados, surge uma figura feminina nua envolta num véu diáfano e transparente, de cabelo louro esvoaçante, elevando graciosamente a mão direita junto do peito, e que rodopiando incenseia a encosta em primeiro plano, formando um anel de perfume branco. No canto inferior direito, vista de cima, tem-se a perspectiva de um complexo fabril, com inúmeras chaminés que poluem o ar e formam uma densa camada, donde irrompem figuras que se contorcem de sofrimento, contrapondo-se por cima um céu azul e puro. Inédita fantasia Art Nouveau e um invulgar libelo contra a desenfreada industrialização de finais do século XIX.
Incorporação:
Transferência - Academia de Belas Artes de Lisboa
Origem / Historial:
Oferecido pelo autor à Academia de Belas Artes de Lisboa como prova de candidatura a Académico de Mérito, em substituição do quadro "Os catraeiros", perdido no naufrágio do vapor Saint André em 1901. Troca posteriormente autorizada pelo Conselho de Arte e Arqueologia. Integrado no MNAC em 1911.
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica