MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
quarta-feira, 17 de agosto de 2022    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu do Chiado – Museu Nacional de Arte Contemporânea
N.º de Inventário:
29
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Pintura
Denominação:
Perfume dos campos
Datação:
1899 d.C.
Matéria:
Óleo
Suporte:
Tela
Técnica:
Pintura a óleo
Dimensões (cm):
altura: 199; 236; largura: 160,5; 205;
Descrição:
Pintura de alegoria. Da verdejante encosta de uma montanha com lírios plantados, surge uma figura feminina nua envolta num véu diáfano e transparente, de cabelo louro esvoaçante, elevando graciosamente a mão direita junto do peito, e que rodopiando incenseia a encosta em primeiro plano, formando um anel de perfume branco. No canto inferior direito, vista de cima, tem-se a perspectiva de um complexo fabril, com inúmeras chaminés que poluem o ar e formam uma densa camada, donde irrompem figuras que se contorcem de sofrimento, contrapondo-se por cima um céu azul e puro. Inédita fantasia Art Nouveau e um invulgar libelo contra a desenfreada industrialização de finais do século XIX.
Incorporação:
Transferência - Academia de Belas Artes de Lisboa
Origem / Historial:
Oferecido pelo autor à Academia de Belas Artes de Lisboa como prova de candidatura a Académico de Mérito, em substituição do quadro "Os catraeiros", perdido no naufrágio do vapor Saint André em 1901. Troca posteriormente autorizada pelo Conselho de Arte e Arqueologia. Integrado no MNAC em 1911.
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica