MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
sábado, 21 de maio de 2022    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu do Chiado – Museu Nacional de Arte Contemporânea
N.º de Inventário:
3
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Pintura
Denominação:
O lago de Enghien
Autor:
PORTO, António Carvalho da SILVA (Porto, 1850 - Lisboa, 1893)
Local de Execução:
Paris; verso da tela
Datação:
1879 d.C.
Matéria:
Óleo
Suporte:
Tela
Técnica:
Pintura a óleo
Dimensões (cm):
altura: 69; 100; largura: 100; 132;
Descrição:
Paisagem. Vista de um lago rodeado por vegetação e espesso arvoredo nas margens, ao entardecer, destacando-se em primeiro plano, à direita, um banco de juncos onde quatro patos se passeiam discretamente. Separando primeiro e último planos, no centro, a água do lago, calma e translúcida, iluminada em matizes de amarelo e verde escuro, reflectindo o tom crepuscular do céu e a massa de arvoredo circundante, cujas copas em cima se recortam contra o céu invernil. Realizado no final do pensionato em Paris, este quadro reflecte a lição que o português apreendera no convívio com Daubigny e a competência com que assimilou os valores plásticos e temáticos do naturalismo de Barbizon. Retornado a Lisboa em 1879, Silva Porto será o verdadeiro introdutor da estética naturalista em Portugal.
Incorporação:
Transferência - Academia de Belas Artes de Lisboa
Origem / Historial:
Prova final o pensionato de Silva Porto em França. Enviado à Academia de Lisboa em Março de 1879. Oferecido pelo autor a Delfim Guedes, Conde de Almedina, Vice-Inspector da Academia Real de Belas Artes de Lisboa e Presidente da Sociedade Promotora das Belas Artes em Portugal. Adquirido pelo Legado Valmor no leilão do Conde de Almedina em 1909. Integrado no MNAC em 1911.

Bibliografia

ALDEMIRA, Luís Varela - Silva Porto. Lisboa: Artis, 1954, pág. est. VIII p/b

BRAGANÇA, José de - "O Museu de Arte Contemporânea". In Portugal: A arte, os monumentos, a paisagem, os costumes, as curiosidades/ Lisboa: Museu de Arte Contemporânea. Lisboa: Neogravura, s/ d. [c. 1936], pág. 10

FERREIRA, Emília - "O elogio da natureza". In Natura Artis Magistra: A Natureza mestra das Artes. Almada: Casa da Cerca/ Centro de Arte Contemporânea, 2001, pág. 89

MACEDO, Diogo de - Silva Porto: Um fundador. Colecção Museum. 1ª série, nº 9. Lisboa: MNAC, 1950, pág. 3 p/b

LAPA, Pedro - Museu do Chiado: Arte Portuguesa (1850-1950). Lisboa: IPM/ Museu do Chiado, 1994, pág. cat. 27 cor

Natura Artis Magistra: A natureza mestra das artes. Almada: Casa da Cerca/ Centro de Arte Contemporânea, 2001, pág. 121 cor

PAMPLONA, Fernando de - Dicionário de pintores e escultores portugueses ou que trabalharam em Portugal. Vol. 4. Lisboa: 1959, pág. 69 e 71

PAMPLONA, Fernando de - Um século de pintura e escultura em Portugal (1830-1930). Porto: Livraria Tavares Martins, 1943, pág. 90

PARIS, Pierre - "L' Art en Espagne et en Portugal de la fin du XVIIIe siècle a nos jours". In MICHEL, André, dir. - Histoire de l' Art: Depuis les premiers temps chrétiens jusqu'a nos jours. Tome VIII. Seconde partie. Paris: Librairie Armand Colin, 1926, pág. 847

SILVA, Raquel Henriques da (et al.) - Silva Porto (1850-1893): Exposição comemorativa do centenário da sua morte. Porto: IPM, 1993, pág. 139 cor

LAPA, Pedro e SILVEIRA, Maria de Aires (org.)- Arte Portuguesa do século XIX, Vol. I (1850-1910). Lisboa: Museu Nacional de Arte Contemporânea-Museu do Chiado, 2010, pág. 288, 289 cor

 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica