MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
terça-feira, 20 de novembro de 2018    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu Nacional Machado de Castro
N.º de Inventário:
6092;O27
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Ourivesaria
Denominação:
Gomil
Autor:
Desconhecido
Datação:
1520 d.C. - 1540 d.C.
Matéria:
Prata dourada
Técnica:
Relevada, incisa e recortada
Dimensões (cm):
altura: 47; largura: 28;
Descrição:
Gomil de base circular alteada, pé cilíndrico e corpo bojudo com tampa hamisférica. A base, moldurada, é decorada por grifos enquadrando tondi de pé ornado de festões relevados. No bojo, entre duas cadeias de ovados relevados, moldurados por torçais de louro,dispõe-se uma faixa onde figuras fantásticas ladeiam medalhões com cenas alegóricas, molduradas por torçais. O gargalo apresenta dois registos, surgindo, no inferior, esfinges afrontadas para albarradas e, no superior, motivos florais alternando com ovados. O gomil é encimado por uma tampa com enrolamentos de folhagem e rematado por plinto com aletas. A asa desenvolve-se em forma de serpente enrolada com o corpo preenchido por motivos florais perlados. O bico representa uma quimera que se prolonga pelo bojo.
Incorporação:
Transferência - Sé de Coimbra ( Espólio de D. Frei Álvaro de S. Boaventura)
Origem / Historial:
* Forma de Protecção: classificação; Nível de Classificação: interesse nacional; Motivo: Necessidade de acautelamento de especiais medidas sobre o património cultural móvel de particular relevância para a Nação, designadamente os bens ou conjuntos de bens sobre os quais devam recair severas restrições de circulação no território nacional e internacional, nos termos da lei nº 107/2001, de 8 de Setembro e da respectiva legislação de desenvolvimento, devido ao facto da sua exemplaridade única, raridade, valor testemunhal de cultura ou civilização, relevância patrimonial e qualidade artística no contexto de uma época e estado de conservação que torne imprescindível a sua permanência em condições ambientais e de segurança específicas e adequadas; Legislação aplicável: Lei nº 107/2001, de 8 de Setembro; Acto Legislativo: Decreto; Nº 19/2006; 18/07/2006*

Bibliografia

A Arte em Coimbra no Reinado de D. João III - Exposição de Escultura, Pintura, Ourivesaria, Torêutica e Tecidos [cat.exp]. Coimbra: Museu N. de Machado de Castro, 1964, pág. 10,nºs50 e 51

BARREIRA, João - Arte Portuguesa.Artes Decorativas,I,II. Lisboa: s/d, pág. 41

Catálogo-Guia da secção de Ourivesaria. Coimbra: MNMC, 1940, pág. 10, nº27

Catálogo ilustrado da exposição retrospectiva de arte ornamental portuguesa e espanhola. Lisboa: Imprensa Nacional, 1882, pág. 16, nº114

CORREIA, Vergílio; GONÇALVES, António Nogueira - Inventário Artístico de Portugal - Cidade de Coimbra. Lisboa: 1947, pág. 163

COUTO, João; GONÇALVES, António Manuel - A Ourivesaria em Portugal: Livros Horizonte, 1960, pág. 116

DIAS, Pedro - História da Arte em Portugal - O Manuelino. Lisboa: Alfa, 1986, pág. vol.V, p117

Europália 91 - No Tempo das Feitorias (cat. exp.). Lisboa: IPM, 1992, pág. 276-277, nº219

Europália 91 - No tempo das Feitorias - Europália[cat.exp.]. Antuérpia: 1991, pág. 244, nº150

Exposição de Ourivesaria Portuguesa. Coimbra: MNMC, 1940, pág. 19, nº75

Exposição Portuguesa e Ultramarina (cat.). Coimbra: MNMC, 1963, pág. 31, nº68, fig.5

GONÇALVES, A. Augusto; Eugénio de Castro - Noticia Historica e Descrytiva dos Principaes Objectos de Ourivesaria existentes no Thesoiro da Sé de Coimbra. Coimbra: F. França Amado, 1911, pág. -

GONÇALVES, António Nogueira - As pratas da Sé de Coimbra no século XVI. Subsídios para o estudo da secção de ourivesaria do Museu Machado de Castro. Coimbra: Coimbra Editora, 1944, pág. 47, nº85

GONÇALVES, António Nogueira - Estudos de Ourivesaria. Coimbra: 1984, pág. 340-341, 345-346, nº85

Inventário da Colecção MNMC;Ourivesaria Sécs XVI e XVII. Lisboa: IPM, 11/1992, pág. 292-293, nº170

Inventário do Tesouro da Sé de Coimbra feito no Ano de 1710, pág. fls.13 v.º e 14

MARKL, Dagoberto; PEREIRA, Fernando António Baptista - "O Renascimento", in História da Arte em Portugal, vol. 6. Lisboa: Alfa, 1986, pág. vol.VI, p160

Museu Nacional de Machado de Castro. Roteiro. Lisboa: Instituto Português de Museus, 2005, pág. 79, nº 13

QUILHÒ, Irene - Ourivesaria, Oito séculos de Arte Portuguesa, (dir. de Reynaldo dos Santos). Lisboa: 1970, pág. vol.III, p.379

 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica