MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
domingo, 23 de abril de 2017    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu Nacional dos Coches
N.º de Inventário:
HD 0004
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Pintura
Denominação:
Pintura
Título:
Retrato de D. Catarina de Bragança
Autor:
Desconhecido
Local de Execução:
Portugal.
Datação:
1662 d.C. - 1668 d.C.
Suporte:
Tela.
Técnica:
Óleo.
Dimensões (cm):
altura: 163; largura: 133,5;
Descrição:
Retrato de corpo inteiro, a três quartos e voltado à esquerda (direita do +onto de vista do observador), sobre fundo castanho escuro. A princesa D. Catarina de Bragança filha de D. João IV e de D. Luísa de Gusmão, apresenta-se sentada numa cadeira de espaldar, com o braço direito apoiado na credência a seu lado. Enverga vestido negro com amplo decote, adornado com renda larga que descobre os ombros; as mangas são talhadas verticalmente, e cingidas por dois laços vermelhos e negros. A saia carmesim é bordada a ouro, assim como os escarpins. Na mão esquerda ostenta um documento enrolado e na direita um lenço branco, pousado sobre o regaço. Um alfinete ovalado, com uma ampla pedra vermelha e duas pérolas pendentes orna o decote, fixando ainda duas fiadas de pérolas que fluem do ombro esquerdo. Um par de brincos de pingentes e um duplo colar de pérolas completam o conjunto. A luz, vinda da esquerda, ilumina a credência, sobre a qual foi colocada uma jarra com flores em tons de rosa, branco e laranja. O quadro tem moldura de madeira pintada de negro e decorada com dois frisos fitomórficos, entalhados e dourados.
Incorporação:
Doação - Presidente da República Portuguesa, Manuel Teixeira Gomes.
Origem / Historial:
D. Catarina de Bragança, Infanta de Portugal e Rainha de Inglaterra, nasceu em Vila Viçosa no ano de 1638 e faleceu em Lisboa em 1705. Casou em 1662 com Carlos II de Inglaterra, a quem não deu descendência. Após a morte do marido, em 1685, permaneceu em Inglaterra por mais sete anos, tendo então regressado a Lisboa, onde mandou construir o Palácio da Bemposta para sua residência.
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica