MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
sábado, 15 de dezembro de 2018    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu de Évora
N.º de Inventário:
ME 1507
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Pintura
Denominação:
Presépio
Autor:
Círculo de Gerard David
Datação:
1495 d.C. - 1510 d.C.
Suporte:
Madeira de carvalho
Técnica:
Óleo
Dimensões (cm):
altura: 189,5; largura: 97;
Descrição:
A cena da Natividade é representada num edifício parcialmente em ruínas, onde são visíveis algumas colunas e, em primeiro plano parte de uma janela com grades, que dará para um andar inferior. Directamente sobre o solo onde apenas se vêm algumas palhas caidas da manjedoura, o Menino Jesus, completamente nu, sobre o qual se inclina a Virgem em adoração, que se encontra do lado esquerdo. Tal como nas restantes pinturas, a Virgem aparece com vestido e manto azúis, que caem em grandes pregas e se espalham no chão à sua volta. Do lado esquerdo, num plano ligeiramente mais afastado, São José, de túnica azul coberta por um manto rosa, que segura na mão uma lanterna. Por detrás dele aparecem duas mulheres de toucados de pano branco. Através de uma abertura na parede, numa paisagem, os pastores que guardam as suas ovelhas e, pairando no ar sobre eles, o anjo que lhes anuncia o nascimento de Cristo.
Incorporação:
Transferência - Transferência da Biiblioteca Pública de Évora
Origem / Historial:
Quadro pertencente à colecção de D. Frei Manuel do Cenáculo (ver ficha de conjunto PINT ME 1501-13) * Forma de Protecção: classificação; Nível de Classificação: interesse nacional; Motivo: Necessidade de acautelamento de especiais medidas sobre o património cultural móvel de particular relevância para a Nação, designadamente os bens ou conjuntos de bens sobre os quais devam recair severas restrições de circulação no território nacional e internacional, nos termos da lei n.º 107/2001, de 8 de Setembro e da respectiva legislação de desenvolvimento, devido ao facto da sua exemplaridade única, raridade, valor testemunhal de cultura ou civilização, relevância patrimonial e qualidade artística no contexto de uma época e estado de conservação que torne imprescindível a sua permanência em condições ambientais e de segurança específicas e adequadas; Legislação aplicável: Lei n.º 107/2001, de 8 de Setembro; Acto Legislativo: Decreto; N.º 19/2006; 18/07/2006 * Ver ficha de conjunto ME 1501/13.
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica