MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
domingo, 24 de março de 2019    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu de Évora
N.º de Inventário:
ME 1501
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Pintura
Denominação:
Virgem da Glória
Autor:
Círculo de Gerard David
Datação:
1495 d.C. - 1510 d.C.
Suporte:
Madeira de carvalho
Técnica:
Óleo
Dimensões (cm):
altura: 277; largura: 155;
Descrição:
Em contraponto aos episódios narrativos das pinturas laterais, o painel central detém uma intenção votiva que se traduz principalmente na forte presença figurativa da Virgem com o Menino, quase em tamanho natural, como também pela sensível caracterização volumétrica dos dois anjos no primeiro plano e a espacialização do fundo, que prolonga ilusoriamente o espaço eclesial em que essa presença se afirma e com o qual se identifica. Imagem de síntese que resume a própria invocação da catedral, nada há que narrar aqui para além da coroação da Virgem Redentora, glorificada em música e canto pelos anjos paramentados que a ladeiam inscrevedo nas fímbrias dos mantos hinos em seu louvor. Do lado esquerdo, em primeiro plano, um anjo toca um dulcimer ou hackbrett. Num plano posterior, outro anjo toca uma flauta de bisel e ao lado, um outro toca uma viola de arco. Do lado direito, ao fundo, um anjo toca um orgão positivo cujo fole é accionado por um putro anjo. Também deste lado, três anjos que tocam respectivamente triângulo, harpa e alaúde. Á frente, em primeiro plano, no eixo de simetria da composição, um vaso de lírios, historiado, em pequenos medalhões, com cenas do Antigo Testamento - Adão e Eva, Caim matando Abel, Sansão combatendo o leão, Elias no deserto e David Golias (?) - numa prefiguração alegórica do papel redentor de Maria e do sacrifício de Cristo.
Incorporação:
Transferência - Transferência da Biblioteca Pública de Évora
Origem / Historial:
Quadro pertencente à colecção D. Frei Manuel do Cenáculo (ver ficha de conjunto PINT ME 1501-13). * Forma de Protecção: classificação; Nível de Classificação: interesse nacional; Motivo: Necessidade de acautelamento de especiais medidas sobre o património cultural móvel de particular relevância para a Nação, designadamente os bens ou conjuntos de bens sobre os quais devam recair severas restrições de circulação no território nacional e internacional, nos termos da lei n.º 107/2001, de 8 de Setembro e da respectiva legislação de desenvolvimento, devido ao facto da sua exemplaridade única, raridade, valor testemunhal de cultura ou civilização, relevância patrimonial e qualidade artística no contexto de uma época e estado de conservação que torne imprescindível a sua permanência em condições ambientais e de segurança específicas e adequadas; Legislação aplicável: Lei n.º 107/2001, de 8 de Setembro; Acto Legislativo: Decreto; N.º 19/2006; 18/07/2006 * Ver ficha de conjunto ME 1501/13. Para além do referido na ficha de conjunto sabe-se que, em 1920, a pintura foi restaurada por Luciano Freire, e em 1936 (Ver relatório do Restauro nº 360 do IPCR)
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica