MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
segunda-feira, 17 de dezembro de 2018    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu de Évora
N.º de Inventário:
ME 1521
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Pintura
Denominação:
Calvário
Autor:
Lopes, Gregório (n.1490?, f.1550)
Datação:
1544 d.C.
Suporte:
Madeira
Técnica:
Óleo
Dimensões (cm):
altura: 183; largura: 118;
Descrição:
Painel em madeira de carvalho com a parte superior em semi-círculo e que tem na parte inferior um espaço semi-circular, sem pintura, o qual correspondia ao sítio onde encostava o sacrário existente no altar para o qual a pintura foi pintada originalmente. Ao centro, Cristo Crucificado, do lado esquerdo, num grupo compacto, a Virgem, Maria Madalena e São João. O lado direito abre-se para uma paisagem naqual se vêm, em primeiro plano, três soldados por detrás de uma dobra de terreno, mais ao fundo dois cavaleiros que conversam entre si, José de Arimateia e Nicodemos, e por último a cidade de Jerusalém. O céu, na parte superior, é extremamente carregado.
Incorporação:
Outro - Mandato legal. Por despacho de 5 de Junho de 1929 o Ministro da Instrução manda que o Director Geral da Escola Superior de Agricultura de Évora entregue os quadros ao Museu de Évora
Origem / Historial:
* Forma de Protecção: classificação; Nível de Classificação: interesse nacional; Motivo: Necessidade de acautelamento de especiais medidas sobre o património cultural móvel de particular relevância para a Nação, designadamente os bens ou conjuntos de bens sobre os quais devam recair severas restrições de circulação no território nacional e internacional, nos termos da lei n.º 107/2001, de 8 de Setembro e da respectiva legislação de desenvolvimento, devido ao facto da sua exemplaridade única, raridade, valor testemunhal de cultura ou civilização, relevância patrimonial e qualidade artística no contexto de uma época e estado de conservação que torne imprescindível a sua permanência em condições ambientais e de segurança específicas e adequadas; Legislação aplicável: Lei n.º 107/2001, de 8 de Setembro; Acto Legislativo: Decreto; N.º 19/2006; 18/07/2006 * Este painel, juntamente com a "Adoração dos Pastores" (ME 1520) e a "Ressurreição de Cristo" (ME 1522), forma o conjunto pintado por Gregório Lopes, em 1544,para os três altares da Igreja do Bom Jesus de Valverde, por encomenda do Cardeal D. Henrique. Dentro da igreja este painel ficava no altar principal,a "Adoração dos Pastores" no lado da Epístola e a "Ressurreição" no lado do Evangelho pois os painéis distribuiam-se segundo uma sequência narrativa adequada à circulação interna do espaço que, tratando-se de uma planta de cruz grega formada por quatro octógonos dispostos simetricamente em volta de um octógono central e com a entrada pelo octógono fronteiro ao do altar-mor, mas por uma abertura lateral, se faz no sentido da direita para a esquerda e não pelo sentido inverso, como é mais usual. Por despacho de Maio de 1929, do Ministro da Instrução, o Director da Escola Regional de Agricultura entrega os quadros ao Museu de Évora a 13 de Junho desse ano.
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica