MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
sábado, 16 de outubro de 2021    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu de Évora
N.º de Inventário:
ME 1429
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Pintura
Denominação:
Natureza Morta com Cardo e Marmelo e Laranja
Autor:
Ayala, Josefa de, (Sevilha, 1630 - Óbidos, 1684)
Datação:
1650 d.C. - 1684 d.C.
Suporte:
Tela
Técnica:
Òleo
Dimensões (cm):
altura: 44,6; largura: 56,3;
Descrição:
Sobre um fundo quase negro, sobre um estrado, dispõem-se em forma de pirâmide um aipo sobre um prato, enquadrado à esquerda por uma laranja e à direita por uma metade do mesmo fruto.. Sobre o cardo, suspende-se um marmelo. A composição é sombria, em tons de cinzento, branco e creme, com algumas notas de cor, como o laranja das laranjas e o amarelo do marmelo.
Incorporação:
Transferência - Transferência da Biblioteca Pública de Évora
Origem / Historial:
A pintura pertenceu à colecção de Frei Manuel do Cenáculo Villas-Boas, Arcebispo de Évora, a qual esteve na origem da colecção da Biblioteca Pública de Évora. A 1 de Março de 1915 a colecção da B.P.E. é transferida para o Museu de Évora, onde a pintura se encontra actualmente. Quanto à sua autoria, a pintura foi originalmente atribuida a Josefa de Ayalla, atribuição aceite por Paul Guinard (Guinard, 1967). No entanto, Luis de Moura Sobral (Sobral, 1982) revê esta atribuição e, perante a erudição da tela, propõe como autor da obra um pintor do círculo de J. Sanchez Cotán. Esta atribuição é aceite por Vítor Serrão (Serrão, 1991) no entanto, Joaquim de Oliveira Caetano no catálogo da exposição "A Natureza Morta nas Colecções Alentejanas" vai levantar de novo a questão fazendo notar "a presença dos motivos desta pintura noutro quadro de Josefa de Óbidos, a Natureza Morta com cardo, melão, cenouras e prato com frutas, de colecçãp particular (nº43 da exposição de 1991), onde aparecem a meia laranja, o marmelo eo prato com o cardo, exactamente iguais ao quadro de Évora, quer no tratamento quer na iluminação, o que obrigará a rever mais atentamente o problema da atribuição, quer de uma quer de outra pintura, pois as duas parecem-nos ligadas." (1999, p.28)

Título

Local

Data Início

Encerramento

N.º Catálogo

A Natureza Morta nas Colecções Alentejanas

Museu de Évora, Évora

1999-05

1999-06

Josefa de Óbidos e o Tempo Barroco

Lisboa, Palácio Nacional da Ajuda - Galeria de D. Luís

1991

 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica