MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu Nacional de Arqueologia
N.º de Inventário:
Au 706
Supercategoria:
Arqueologia
Categoria:
Numismática
Denominação:
Denário com cabeça de Roma
Local de Execução:
ROMA
Oficina / Fabricante:
ROMA
Datação:
134 a.C. - Época Romana
Matéria:
Prata
Técnica:
Cunhagem
Dimensões (cm):
altura: .;
Descrição:
Denário de prata. Anverso: Cabeça de Roma, com capacete alado, brinco e colar, virada à direita. Atrás: X atravessado por -. Reverso: Coluna em espiral com uma estátua no topo segurando um bastão na mão direita. Na base da coluna duas espigas de milho; à esquerda figura togada segurando um pão com ambas as mãos e colocando o pé esquerdo em cima dum peso (modius); à direita figura togada segurando um caduceu na mão direita. Em cima: ROMA. À esquerda: TI.MINVCI.C.F.. Em cima à direita: AVGVRINI.
Incorporação:
Compra - A José Guimarães pelo Fundo de Fomento Cultural.
Proveniência:
Pancas, Santana da Carnota, Alenquer
Origem / Historial:
*Forma de Protecção: classificação; Nível de Classificação: interesse nacional; Motivo: Necessidade de acautelamento de especiais medidas sobre o património cultural móvel de particular relevância para a Nação, designadamente os bens ou conjuntos de bens sobre os quais devam recair severas restrições de circulação no território nacional e internacional, nos termos da lei nº 107/2001, de 8 de Setembro e da respectiva legislação de desenvolvimento, devido ao facto da sua exemplaridade única, raridade, valor testemunhal de cultura ou civilização, relevância patrimonial e qualidade artística no contexto de uma época e estado de conservação que torne imprescindível a sua permanência em condições ambientais e de segurança específicas e adequadas; Legislação aplicável: Lei nº 107/2001, de 8 de Setembro; Acto Legislativo: Decreto; nº 19/2006; 18/07/2006* Encontrado em 1979 por Inácio Lopes Machado durante o decurso de trabalhos agrícolas, a 30 cm de profundidade. Tesouro constituído por 136 denários, 3 colares e um pingo de prata e 9 arrecadas e um brinco de ouro. O conjunto das moedas e das jóias foi comprado a José Guimarães, pelo Fundo de Fomento Cultural, por 750.000$00.
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica