MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
segunda-feira, 29 de maio de 2017    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu Nacional de Arqueologia
N.º de Inventário:
998.51.1 A e B
Supercategoria:
Arqueologia
Categoria:
Epigrafia
Denominação:
Dois fragmentos de marco miliário
Datação:
237 d.C. - Época Romana
Matéria:
Granito
Dimensões (cm):
altura: 2,60; largura: 40;
Descrição:
Dois fragmentos de marco miliário partidos longitudinalmente. Leitura de M. Capella (998.51.1 A à esquerda e 998.51.1B à direita): [imp. caesar. c. ju]L . VE (ru)S . [maximi] / [nus] P . F. A[ug] GER[m. max. dac] / [ma]X . SA[rm. max pont.] / [max.] TRIB [po]T . V [imp. VII] / [pat. pat. cos] PRO [c] OS E[t c. iul.] / [ver. m]AXS [...] [no]BIL[issimus. caes.] / [ge]RMA [nic. ma] X [dac ic max.] / [sa]RNA[tic ma]X [princeps iu] / [ve]NTV [tis] FILI[us d. n. imp.] / [c. iuli. ver. max]IMIN[i] P. F. A[ug. vias et] / [pontes] TEMP[po] RE V[etustatis conla] / [psos r]ESTITV[er]VNT. [curante] / [q. de]CIO LEG [augg. pr. pr.] /a brac. m.] P XXI Transcrição de A. de Matos dos Reis: O Imperador César Caio Júlio Vero Máximo, Pio, Feliz, Augusto, Germânico Máximo, Dácico Máximo, Sarmático Máximo, Pontífice Máximo, 5 vezes Tribuno, 5 vezes Imperador, Pai da Pátria, Cônsul, Procônsul e Caio Júlio Vero Máximo Nobilíssimo César, Germânico Máximo, Dácico Máximo, Sarmático Máximo, Príncipe da Juventude, Filho do Senhor Nosso Imperador Caio Júlio Vero Máximo, Pio, Feliz, Augusto, restauraram as vias e pontes arruinadas com a passagem do tempo, sendo encarregado Quinto Décio, Legado de Augusto, Propretor - a 21 milhas de Braga. " O seu quinto império, referido no marco miliário, decorreu na primeira metade do ano 237 (Janeiro a Junho). Quinto Décio Valeriano, também referido na inscrição, foi legado propretor da Mesa Inferior em 234 e da Hispânia Criterior em 238. O seu trabalho na reconstrução das vias é confirmado por muitos outros miliários." (Matos dos Reis in : Araújo, 1980)
Incorporação:
Outro - Adquirido por Félix Alves Pereira por intermediário de J. da Cunha Brito.
Proveniência:
Quinta da Agra
Origem / Historial:
A mais antiga notícia deste miliário data de 1744. D. Jerónimo Argote refere que o miliário estava partido a meio e "picado" e encontrava-se na Quinta da Agra, junto de Ponte de Lima. Ver : Araújo, 1980. Em Junho de 1906 foi adquirido para o Museu por Félix Alves Pereira.
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica