MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
domingo, 23 de janeiro de 2022    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu Nacional de Arqueologia
N.º de Inventário:
E 40
Supercategoria:
Arqueologia
Categoria:
Escultura
Denominação:
Estela
Título:
Coleção Egípcia
Local de Execução:
Egipto
Centro de Fabrico:
Região tebana
Datação:
XV a.C. - Império Novo
Matéria:
Calcário
Técnica:
Talhe e escultura
Dimensões (cm):
altura: 27,2; largura: 19,5;
Descrição:
Estela de topo arredondado, com moldura envolvente em relevo suave, interrompida no canto inferior esquerdo devido à fragmentação da peça. A estela, que tem vestígios de policromia, apresenta dois registos separados: em cima o defunto, com a mão direita pousada sobre um altar bem recheado de virtualhas, perante um faraó divinizado, que está entronizado sob um sol alado; em baixo um homem e uma mulher transportando oferendas. A curiosidade da temática desta estela reside no facto de o disco solar apresentar apenas uma asa que cai sobre o faraó o qual se encontra sentado num trono de estilo arcaico. A peça não tem qualquer inscrição. Pensa-se que o faraó representado seja Amen-hotep I, divinizado na região tebana, nomeadamente em Deir el-Medina. O faraó ostenta a coroa azul, ou "kheprech", exibindo o centro "hekat" na mão esquerda e o signo "ankh" na mão direita; a cauda taurina sai-lhe pela frente, caindo ao longo das pernas. o trono e os pés do monarca divinizado assentam sobre uma pequena base. O altar apresenta uma série de oferendas, sobrepondo-se umas às outras como que a flutuar: a ausência de noção de perspectiva levava os escultores e pintores a acumular os produtos que pretendiam mostrar, sendo assim possível reconhecê-los na imagem. No registo inferior, uma figura masculina, virada à esquerda, antecede uma mulher, levando ambos oferendas. No registo superior o homem tinha o cabelo cortado rente enquanto no de baixo exibe já uma cabeleira curta e de aspecto crespo; transporta um quarto traseiro de bovino ou de antílope. A mulher leva um bolo de forma piramidal, apresentando longa cabeleira e vestido justo de alças que deixa ver as elegantes e curvilíneas formas do corpo.
Incorporação:
Transferência - Palácio Nacional da Ajuda
Proveniência:
Desconhecido.
Origem / Historial:
Veio do Palácio Nacional da Ajuda (nº 6684) - 35064 Exposta na " Sala do Egipto" até 1980
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica