MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
quinta-feira, 27 de julho de 2017    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu Nacional de Arqueologia
N.º de Inventário:
2002.159.1
Supercategoria:
Arqueologia
Categoria:
Artefactos ideotécnicos
Denominação:
Escultura zoomórfica de coelho
Autor:
Desconhecido
Grupo Cultural:
Neolítico/Calcolítico da Península de Lisboa
Datação:
Calcolítico
Matéria:
Osso
Técnica:
Talhe e polimento
Dimensões (cm):
largura: 2,02; espessura: 0,69; comprimento: 2,57;
Descrição:
Adorno, ou amuleto, de osso, em forma de coelho, em pé assente sobre base rectangular, com um orifício de suspensão.
Incorporação:
Outro - Mandato legal. Escavação do Professor Manuel Heleno
Proveniência:
Tojal de Vila Chã. Situada a 1500m a letse da Aldeia de Carenque perto do Moinho do Tojal de Vila Chã.
Origem / Historial:
As grutas artificiais, ou hipogeus, como também são conhecidas, do Tojal de Vila Chã, em Carenque, escavadas por Manuel Heleno, director do Museu representam, juntamente com as grutas artificiais da Quinta do Anjo em Palmela, os dois mais importantes sítios arqueológicos deste tipo, do Museu Nacional de Arqueologia. Forneceram um rico espólio, de que sobressai a cerâmica, os adornos variados e sobretudo os objectos votivos em calcário.
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica