MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
domingo, 2 de outubro de 2022    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu Nacional de Arqueologia
N.º de Inventário:
16156
Supercategoria:
Arqueologia
Categoria:
Vidros
Denominação:
Unguentário
Grupo Cultural:
Romano
Datação:
I d.C. - III d.C. - Época Romana
Matéria:
Vidro
Técnica:
Soflagem
Dimensões (cm):
altura: 13,8; espessura: 0,1; diâmetro: 8,9;
Descrição:
Unguentário tipo Isings 82 A2. Vidro transparente, verde/gelo, com muitas bolhas de ar e impurezas negras. Reservatório triangular, baixo; fundo côncavo; gargalo alto e cilíndrico; bordo repuxado para fora e revirado depois para dentro. Este peça provém de um espólio de uma sepultura de incineração. (Segundo Alarcão, 1968).
Incorporação:
Doação - Oferecido pelo Sr. Barão de Almeirim
Proveniência:
Pombalinho. Sepultura de incineração descoberta em Pombalinho.
Origem / Historial:
*Forma de Protecção: classificação; Nível de Classificação: interesse nacional; Motivo: Necessidade de acautelamento de especiais medidas sobre o património cultural móvel de particular relevância para a Nação, designadamente os bens ou conjuntos de bens sobre os quais devam recair severas restrições de circulação no território nacional e internacional, nos termos da lei nº 107/2001, de 8 de Setembro e da respectiva legislação de desenvolvimento, devido ao facto da sua exemplaridade única, raridade, valor testemunhal de cultura ou civilização, relevância patrimonial e qualidade artística no contexto de uma época e estado de conservação que torne imprescindível a sua permanência em condições ambientais e de segurança específicas e adequadas; Legislação aplicável: Lei nº 107/2001, de 8 de Setembro; Acto Legislativo: Decreto; nº 19/2006; 18/07/2006* Esta peça faz parte do espólio de uma sepultura de incineração descoberta casualmente em Pombalinho (Santarém), em 1898, aquando da edificação de lagares e adegas. Foi doado pelo Sr. Barão de Almeirim.

Título

Local

Data Início

Encerramento

N.º Catálogo

Portugal - das Origens à Época Romana

Museu Nacional de Arqueologia

1989-10-16

1993-12-21

Um Gosto Privado, Um Olhar Público. Doações

Museu Nacional de Arqueologia

1995-01-01

1997-05-11

Religiões da Lusitania. Loquuntur saxa

Museu Nacional de Arqueologia

2002-06-27

 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica