MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
sábado, 25 de junho de 2022    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu Nacional de Etnologia
N.º de Inventário:
AC.792
Supercategoria:
Etnologia
Categoria:
Ritual
Denominação:
Máscara
Autor:
Desconhecido
Local de Execução:
Guiné-Bissau
Grupo Cultural:
Nalu
Datação:
XX d.C.
Matéria:
Madeira, metal.
Dimensões (cm):
largura: 18,5; comprimento: 68;
Descrição:
Máscara representando uma cabeça de animal estilizada, encimada por dois chifres unidos nas pontas. O rosto é oval, de curvatura retangular em forma de carapaça arredondada, com uma aresta saliente a meio, em cuja quina boleada estão cravados pregos de latão. Toda a superfície da carapaça está decorada com sulcos formando desenhos geométricos. O focinho é cortado em dois planos unindo-se em quina viva; nele se abrem três orifícios retangulares (dois vazados) de cada lado, e tem decoração idêntica à do rosto. Apresenta alguns danos na superfície, e chifres quebrados e colados.
Incorporação:
Compra
Proveniência:
Guiné-Bissau
Origem / Historial:
«Guardada numa casa especial à entrada da aldeia, a que chamam "Msom Ka Benumbe", como protectora contra forças mágicas maléficas. Nesse local e perante a máscara têm lugar práticas especiais de caráter invocatório e propiciatório.» (MEU - Povos e Culturas. Lisboa: JIU/ MEU, 1972) Informações dadas a Victor Bandeira por Tomaz Camará, régulo de Cacine, registadas na ficha de inventário: «As máscaras Numbé guardam a “morança” e combatem os maus feitiços: "Quem usava esta máscara tinha muita força e podia atravessar o fogo”. Questionado sobre sobre se ele já tinha visto algum atravessar o fogo, respondeu que sim, mas que hoje “já não havia gente com força para isso”. Dizem haver máscaras Numbé nas moranças da Cassumba, Casebeche, Casentem e Caianque. As máscaras maiores, que por vezes são guardadas numa casa especial junto da aldeia, também protegem essa aldeia.»
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica