MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
domingo, 23 de janeiro de 2022    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Museu Nacional de Arqueologia
N.º de Inventário:
Au 163
Supercategoria:
Arqueologia
Categoria:
Ourivesaria
Denominação:
Alfinete
Datação:
Calcolítico Final
Matéria:
Ouro
Técnica:
Martelagem
Dimensões (cm):
diâmetro: 0,7; comprimento: 12,4;
Descrição:
Alfinete em forma de vareta cónica com a ponta afilada e ligeiramente revirada, terminando a extermidade oposta em forma de botão achatado. A decoração, brunida, é constituida por cinco bandas que envolvem o tronco, quatro na parte superior, espaçadas regularmente entre si, e uma distanciada desta série, definida por uma linha helicoidal. O tipo de polimento efectuado (brunidura) produz um efeito decorativo evidente, pelo contraste que as bandas mais lisas e brilhantes estabelecem com a restante superfície da peça.
Incorporação:
Compra - Dr. J.L.Vasconcelos
Proveniência:
Areia
Origem / Historial:
*Forma de Protecção: classificação; Nível de Classificação: interesse nacional; Motivo: Necessidade de acautelamento de especiais medidas sobre o património cultural móvel de particular relevância para a Nação, designadamente os bens ou conjuntos de bens sobre os quais devam recair severas restrições de circulação no território nacional e internacional, nos termos da lei nº 107/2001, de 8 de Setembro e da respectiva legislação de desenvolvimento, devido ao facto da sua exemplaridade única, raridade, valor testemunhal de cultura ou civilização, relevância patrimonial e qualidade artística no contexto de uma época e estado de conservação que torne imprescindível a sua permanência em condições ambientais e de segurança específicas e adequadas; Legislação aplicável: Lei nº 107/2001, de 8 de Setembro; Acto Legislativo: Decreto; nº 19/2006; 18/07/2006* Trata-se de um achado fortuito ocorrido durante a realização de trabalhos agrícolas. Juntamente com o alfinete, apareceram fragmentos de cerâmica e outros objectos não recuperados. Foi adquirido por Leite de Vasconcelos em Junho de 1921.
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica