MatrizNet

 
Logo MatrizNet Contactos  separador  Ajuda  separador  Links  separador  Mapa do Site
 
sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019    APRESENTAÇÃO    PESQUISA ORIENTADA    PESQUISA AVANÇADA    EXPOSIÇÕES ONLINE    NORMAS DE INVENTÁRIO 

Animação Imagens

Get Adobe Flash player

 


 
     
     
 
FICHA DE INVENTÁRIO
Museu:
Palácio Nacional de Sintra
N.º de Inventário:
PNS2224
Supercategoria:
Arte
Categoria:
Cerâmica
Denominação:
Cremeira
Autor:
Desconhecido
Local de Execução:
França
Centro de Fabrico:
Limoges
Oficina / Fabricante:
Haviland & Cº - Limoges
Datação:
1889 d.C. - 1905 d.C.
Matéria:
Porcelana, ouro e vidrado.
Técnica:
Peça moldada, litografia e pintura manual.
Dimensões (cm):
altura: Total 7,5 / sem tampa 4; comprimento: 8;
Descrição:
Cremeira com tampa em porcelana. Peça moldada com bojo trilobado. Decoração polícroma e dourada sobre fundo branco com composições de flores campestres e vegetalistas de diferentes cores e variedades, dispostas assimetricamente. Bordo com ornatos e concheados relevados, retocados a ouro. A tampa, de encaixe, com dimensões ligeiramente superiores à caixa, tem recorte e decoração idêntica à restante peça, acrescida do monograma da rainha D. Maria Pia "MP", encimado por coroa fechada. Tem no topo, a servir de pega, um elemento relevado com enrolamento.
Incorporação:
Compra - Adquirido pela rainha D.Maria Pia
Origem / Historial:
Esta peça faz parte de um serviço de jantar, pequeno almoço, chá e café Haviland & Cª-Limoges, para 50 pessoas (incompleto), adquirido pela Rainha D. Maria Pia em Paris em 21 de Dezembro de 1896. Actualmente é constituído por 965 peças: 185 pratos de guardanapo (do nº de inv. 1827 ao 2011). 57 pratos de sopa (do nº de inv. 2012 ao 2068). 139 pratos de sobremesa (do nº de inv. 2069 ao 2207). 16 travessas para conservas (do nº de inv. 2592 ao 2607). 4 mostardeiras (do nº de inv. 2327 ao 2330). 4 terrinas grandes com tampa (do nº de inv. 2447 ao 2450). 4 pratos de entradas (do nº de inv. 2532 ao 2535). 47 pratos para espargos (do nº de inv. 2451 ao 2497). 10 pratos cobertos com tampa (do nº de inv. 2518 ao 2527). 14 travessas diferentes (do nº de inv. 2208 ao 2221). 4 travessas compridas para peixe (do nº de inv. 2528 ao 2531). 2 pratos redondos com alma (do nº de inv. 2222 ao 2223). 4 pratos para espargos com alma (do nº de inv. 2558 ao 2561). 8 travessas quadradas com asas (do nº de inv. 2550 ao 2557). 10 molheiras (do nº de inv. 2543 ao 2549). 5 saladeiras com asas (do nº de inv. 2322 ao 2326). 30 fruteiros diversos (do nº de inv. 2562 ao 2591). 4 pratos para compotas (do nº de inv. 2536 ao 2539). 12 mostardeiras com tampa (do nº de inv. 2498 ao 2509). 1 centro de mesa (do nº de inv. 2320 ao 2321). 22 canecas para cremaria (do nº de invº 2331 ao 2354) 44 canecas com tampa para creme cozido (do nº de invº 2224 ao 2271) 1 tête-a-tête - tabuleiro, leiteira, bule, açucareiro, 2 chávenas e dois pires (do nº de inv. 2510 ao 2517). 45 canecas para gelados (do no de invº 2272 ao 2319) 12 pratos de entrada diversos (do nº de inv. 2608 ao 2619) 47 chávenas para chá (do nº de invº 2714 ao 2760) 47 chávenas para pequeno almoço (do nº de invº 2620 ao 2666) 46 pires para chá (do nº de inv. 2761 ao 2806). 45 chávenas de café (do nº de invº 2400 ao 2446) 42 pires de café (do nº de invº 2355 ao 2399) 47 pires para pequeno almoço (do nº de inv. 2667 ao 2713) No arquivo documental do Palácio Nacional de Sintra, na pasta - "Ofícios de 1903 a 1910 Diversos", existe uma relação das louças e vidros existentes neste Palácio em 1 de Janeiro de 1906, onde consta a contagem e sumária descrição do serviço em causa (Limoges nº de invº antigo 371) : "Serviços de louças e vidros que estão no Real Paço de Cintra em 1 de Janeiro de 1906 Louça de Limoges branca com dourados e flores, tem coroa e monograma M. P. pertença a S. M. R. a R. D. Maria Pia tem o nº 5. 58 pratos sopeiros 188 pratos de guardanapo 140 pratos de sobremesa 16 travessas pequenas recortadas para conservas 4 terrinas pequenas 4 tampas das ditas 48 chávenas para chá 47 pires das ditas 48 chávenas para café 46 pires das ditas 48 tigelas para almoço 48 pires das ditas 14 travessas diferentes 4 travessas compridas para peixe 2 pratos redondos 2 almas dos ditos 4 travessas para espargos 4 almas das ditas 8 travessas quadradas, com azas 10 muoerias (?) (molheiras) 47 pratos para espargos com duas divisões 10 pratos cobertos 10 tampas dos ditos 5 saladeiras com azas 30 fructeiros differerentes (fruteiros diferentes) 4 pratos couvos para compota (covo) 12 mostardeiras 12 tampas das ditas 24 canecas para creme cru 1 centro de meza 48 canecas para creme cosido (cozido) 48 tampas das canecas para creme cosido (cozido) 4 pratos redondos com trêz (três) divisões 4 terrinas grandes 4 tampas das ditas 1 tabuleiro 1 leiteira 1 bule 1 assucareiro (açucareiro) 1 tampa do dito 2 chávenas para chá 2 pires das ditas 48 canecas para gelados 2 pratos de entrada diferentes Louça Limoges nº 5 que foi para o estrangeiro para servir de modello, em 20 de Janeiro de 1906. 1 prato de guardanapo 1 prato de sobremeza 1 chávena e pires para café 1 chávena e pires para chá 1 tijella e pires para almoço" Segundo nota no arquivo do Palácio Nacional da Ajuda, manuscrito pelo Duque de Loulé (mordomo - mor de D. Maria Pia), parte do serviço foi adquirido pela rainha D. Maria Pia, aquando da sua viagem a Paris, em 21 de Dezembro de 1896, à casa Bourgeois, Grande Dêpot; juntamente foram encomendados também a esta casa, vidros para Sintra, pratos para o Paço Real do Estoril e um serviço de jantar para o Duque de Loulé. Através deste documento fica a ideia que o serviço foi adquirido em mais de uma encomenda. Desconhecendo -se assim a data da primeira encomenda, consta o campo "Datação" a data de marca que as peças ostentam no seu verso. Transcrição do manuscrito do Duque de Loulé, onde consta a lista das peças encomendadas para este serviço (Haviland Limoges). Primeiro fólio: "Ir ao Grand Dêpot encomendar louça e vidros para Cintra e o serviço para o Duque de Loulé" Segundo fólio: "Avillon Louça Limoges de Cintra para 60 pessoas de florinhas. Vinte e quatro pratos soupeiros Cento e vinte de guardanapo Cento e vinte de sobremeza Vinte e quatro chavenas e pires para café Vinte e quatro para chá Vinte e quatro chavenas d' almoço"
 
     
     
   
     
     
     
 
Secretário Geral da Cultura Direção-Geral do Património Cultural Termos e Condições  separador  Ficha Técnica